19 de março, a AIPA completa 18 anos que foi formalmente criada

Face ao incremento dos fluxos migratórios para a Região Autónoma dos Açores, que se começou a registar em finais dos anos 90 e início de 2000, era fundamental a emergência de uma estrutura associativa que se propusesse defender os interesses das comunidades imigrantes e constituir-se como um parceiro credível na definição e implementação de políticas de imigração no arquipélago, proporcionando um clima favorável ao acolhimento e à integração dos imigrantes na sociedade açoriana.

Foi assim que um grupo de cidadãos, entre imigrantes e autóctones, decidiu criar a Associação dos Imigrantes nos Açores (AIPA).

No dia 19 de março de 2003, no Cartório Notarial de Nordeste, foi assinada a escritura pública da Associação.

Tendo completado 18 anos de existência, faz todo sentido deixar escrita uma obra com a história da AIPA.

É nesse sentido que está para muito breve a apresentação pública do livro “AIPA – 18 anos ao serviço das comunidades MIGRANTES nos Açores”.

AA/AIPA