Abertas em fevereiro candidaturas para apoiar redução de entregas de leite

O Presidente do Governo Regional dos Açores anunciou que o Executivo Regional, em consonância com a Federação Agrícola dos Açores, vai abrir, a 15 de fevereiro, um período de candidaturas para apoios aos produtores que em 2022 queiram reduzir as suas entregas de leite.

“Vamos abrir candidaturas para os produtores que durante 2022 queiram reduzir entregas de leite comparativamente com 2021. Tivemos sucesso na comparação de 2021 com 2020, queremos ter sucesso na comparação futura”, sublinhou o governante.

José Manuel Bolieiro falava no Palácio de Sant’Ana, após uma reunião tida com o Presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita. Também presente no encontro esteve o Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura.

As candidaturas vão decorrer até 15 de maio e constam num apoio de 150 euros por cada tonelada reduzida até ao limite máximo de 20% de diminuição das entradas de 2021.

“Estamos a dar incentivo ao percurso estratégico que iniciámos em 2021 para garantir a valorização do produto e o rendimento do produtor”, prosseguiu o governante.

E concretizou: “O Governo tem para o setor agrícola uma estratégia objetiva e que compara e acompanha a estratégia da União Europeia. Temos uma preocupação com a sustentabilidade ambiental, a suficiência e uma procura reforçada de autonomia agroalimentar, e temos uma estratégia de extensificação e de combater o aumento feroz dos custos de produção”.

José Manuel Bolieiro anunciou ainda que a produção de leite biológico teve um aumento – de 1.318,627 litros em 2020 para 3.528,117 litros em 2021 -, ao passo que no total de leite deu-se uma redução global de 10,4 milhões de litros, um decréscimo de 1,59%.

O Presidente do Governo lembrou a excelência do produto agroalimentar Açoriano e reiterou ainda o desígnio de potenciar o leite enquanto matéria-prima e não somente produto final.

É necessário, reconheceu, garantir um “preço justo aos produtores e fornecedores”, e a redução fiscal posta em prática pelo XIII Governo dos Açores garante uma maior “capacidade competitiva” de os consumidores Açorianos e os turistas consumirem produtos da Região.

José Manuel Bolieiro deixou ainda palavras de felicitação ao Presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, pelo acompanhamento e implementação de medidas que têm atenuado a “crise real, não fictícia”, no setor do leite e laticínios.

AA/GRA