Açores iniciam caminhada rumo à Jornada Mundial da Juventude de Lisboa em 2023

A preparação da caminhada rumo à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2023, em Lisboa,  começa no primeiro domingo do Advento.

“Como não podia deixar de ser o Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil insere-se nesta  dinâmica e associa-se a toda a Igreja em Portugal” e, neste sentido, nesse dia, em que arranca também o novo ano pastoral da diocese, serão realizadas várias iniciativas em todas as ouvidorias e paróquias das nove ilhas.

Na sequência do `Encontro on line´ com os responsáveis da Pastoral Juvenil é proposto que no fim de semana de 28 e 29 de novembro, no final de todas as celebrações eucarísticas, “um jovem faça uma alusão ao momento, evocando e discernindo sobre o que é uma Jornada Mundial da Juventude, os seus objetivos e destinatários”.

Os responsáveis diocesanos desafiam ainda à colaboração das autoridades locais para que possam surgir murais onde os jovens possam pintar e desenhar elementos alusivos a estas jornadas e que depois sirvam de ponto de encontro e animação permanente nas iniciativas das comunidades.

Em todas as ouvidorias deverá ser ainda realizado um momento regular de oração por intenção da JMJ de Lisboa.

Como a JMJ está intrinsecamente ligada ao Papa São João Paulo II, o único que até hoje visitou os Açores, os responsáveis pela juventude esperam que este locais festivos comecem por ser locais por onde tenha passado o Santo padre em 1991.

 

Assim, foi proposto o Adro da Sé de Angra e o exterior do Campo de São Francisco em Ponta Delgada. Na nota lê-se ainda que daqui em diante a cada dia 23 do mês haverá sempre uma iniciativa de oração por intenção da JMJ. Essa oração far-se-á regulamente em cada uma das 17 igrejas escolhidas para serem “a casa” da JMJ nos Açores, uma por ouvidoria.

AA/IA