Alexandra Baptista desenha o Centro Cultural da Caloura

A Câmara Municipal de Lagoa, em parceria com o Centro Cultural da Caloura (CCC), realiza uma exposição virtual de desenhos da autoria de Alexandra Baptista, intitulada CCC (a)dentro – Desenhos in situ.

Esta exposição insere-se na comemoração do Dia Internacional dos Museus e pretende, essencialmente, divulgar o Centro Cultural da Caloura nas suas diversas vertentes, através de uma série de sketches.

O olhar da autora incide nas obras patentes no CCC e regista a ambiência do espaço: desde a forma como as esculturas se inserem no jardim, os muros de pedra, estendendo-se à coleção de arte contemporânea que o espaço acolhe, numa simbiose entre a natureza e as obras.

Atendendo à situação epidemiológica, este evento será realizado pela via digital. Deste modo, no dia 18 de maio, às 20h00, no Facebook da edilidade, será apresentado um vídeo com trabalhos realizados pela autora, com registos filmográficos do espaço e com um testemunho da mesma.

Esta exposição será, posteriormente, difundida junto dos estabelecimentos escolares e turísticos, dando a conhecer o CCC pelos olhos de uma artista.

De salientar que, Alexandra Baptista é formada em Artes Plásticas/ Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. É professora dedicada ao ensino das artes visuais e à prática do desenho. Em 2014, participou no primeiro encontro USkPAçores e integrou, no mesmo ano, o grupo organizador deste evento. Passou a publicar regularmente em diversos blogues, tornando-se, concomitantemente, anfitriã do (a)Riscar o Património, em São Miguel e foi anfitriã na Sketch Tour Portugal Açores. De ressalvar que, esta será a primeira exposição individual de Alexandra Baptista.

Recorde-se que, o Centro Cultural da Caloura é um ponto de referência de arte contemporânea no contexto arquipelágico. Fundado e gerido por Tomaz Borba Vieira, neste espaço, o visitante pode apreciar diversas obras de uma coleção particular que percorre autores como Cruzeiro Seixas, Eduardo Nery, Paula Rego, Francisco de Aquino, Teixeira Lopes, entre muito outros. A coleção contempla, ainda, um interessante acervo de obras de artistas insulares, como: Canto da Maia, Domingos Rebêlo, Raposo de França, Maria Tomás, Luis França, José Maria França Machado, Urbano, Victor Almeida, Ricardo Lalanda, Maria José Cavaco, Nina Medeiros, entre outros. No que diz respeito à fotografia, o CCC possui um conjunto de diagramas do início do século XX e dispõe, igualmente, de material de consulta sobre os autores das obras expostas e informação cultural e artística.

AA/CML