Antigo canhão do Forte das Ladeiras deverá regressar a São Jorge

Segundo deu nota a Câmara de Velas, e no seguimento de um processo que dura há anos em que o município, após conclusão da obra da 1ª Fase de Reabilitação Urbana da Vila, a qual incidiu sobretudo no Centro Histórico, e onde foi recuperada a base do Forte das Ladeiras, sito na Rua das Caravelas, por cima da Marina de Velas, tem feito inúmeras diligências por forma a fazer regressar a São Jorge pelo menos um dos antigos canhões que foram enviados há décadas para a Terceira pelo então presidente do município Eng. Fernando Mesquita, em finais dos anos 60 e que hoje integram o espólio do Museu de Angra do Heroísmo.

Após as diligências, a Direção Regional da Cultura acedeu ao pedido do município, garantindo o regresso do Canhão a colocar no antigo Forte, e que contribuirá para a dinamização da Rota Turística a criar pelo Município, denominada “Vivências da Nossa Terra”, revela a autarquia.

AA/CMV