Apresentado Plano Estratégico da Vitivinicultura dos Açores 2022-2031

Segundo o Secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, o Plano Estratégico para a Vitivinicultura dos Açores constitui uma importante fonte de informação e de propostas, que vão, certamente, ajudar na definição das políticas que para o setor vitivinícola venham a ser estabelecidas na próxima década.

António Ventura presidiu à apresentação do Plano Estratégico para a Vitivinicultura dos Açores, que teve lugar na Adega Cooperativa dos Biscoitos, na ilha Terceira.

Recorda uma nota do executivo que este documento recebeu contributos de meia centena de personalidades, muitas delas com créditos firmados e competências reconhecidas, no âmbito quer da viticultura, quer da Enologia, ao nível regional, nacional e até internacional.

Para além do diagnóstico que é feito no documento quanto ao “estado da arte” da vitivinicultura nos Açores, o Plano contempla 18 medidas e 58 ações a realizar na próxima década.

O documento, transversal e global para toda a Região, prevê ainda um conjunto de ações a desenvolver, de modo específico em cada uma das ilhas, mas recomenda que nos próximos tempos se estabeleçam e implementem Planos por ilha, de acordo com as especificidades de cada uma das nossas ilhas.

O responsável pela pasta da agricultura frisou que o plano destaca, como de grande importância, “a criação do Instituto da Vinha e do Vinho Dos Açores, organismo que irá fazer o devido acompanhamento, controlo e fomento do setor vitivinícola regional, bem como ajudar na definição das políticas do setor e sua execução”.

“Neste Plano também se sugerem mais duas medidas importantes, designadamente, a implementação do ‘Livro Branco’ sobre o ENOTURISMO na Região Autónoma dos Açores”, destacou o Secretário Regional, “uma área com fortíssimo potencial na nossa Região e que muito poderá contribuir para o sucesso do setor vitivinícola regional e para a nossa economia e ainda a criação da “Rota dos vinhos dos Açores”.

O Plano prevê ainda a criação do Observatório da Vinha e do Vinho dos Açores, que poderá desenvolver, no âmbito da sua missão, tarefas como a elaboração de relatórios acerca da execução do Plano Estratégico; de acompanhamento do programa VITIS e sobre a sustentabilidade do setor vitivinícola regional, assim como avaliar o impacto socioeconómico da produção proveniente de Produtores Diretos e Híbridos Produtores Diretos nos Açores.

AA/GRA