Apresentado projeto “PESCAz – Pescarias Sustentáveis nos Açores”

Foi apresentado na Horta o projeto “PESCAz – Pescarias Sustentáveis nos Açores: como pode ser melhorada a base científica para avaliações do estado dos recursos pesqueiros?”.

O PESCAz, que juntou o IMAR, o Instituto Okeanos da Universidade dos Açores, a Federação das Pescas dos Açores e a APEDA –  Associação de Produtores de Espécies Demersais dos Açores, correspondeu a um investimento de mais de 190 mil euros.

Este projeto procura dar resposta às obrigações e objetivos da Região e do Estado em matéria de conservação dos recursos biológicos marinhos e na gestão das pescas, no âmbito da Política Comum das Pescas e da Diretiva Quadro Estratégia Marinha.

Pretende-se que o PESCAz possa também fazer uma reflexão sobre a forma como a informação científica pode ser agilizada para as tomadas de decisão, contribuindo para a implementação de novas formas de trabalho.

Para além do PESCAz, foram também desenvolvidos os projetos SOS TubaProf, que procura avaliar a sustentabilidade das capturas acessórias de tubarões de profundidade nos Açores, e o DDeSPAr – Diversificação para o desenvolvimento sustentável da pesca artesanal nos Açores, que visa avaliar o potencial dos agregadores de peixe como medida facilitadora da diversificação e sustentabilidade da pequena pesca regional, através da redução da dependência dos recursos demersais tradicionais.

O Governo dos Açores criou um regime de apoio aos investimentos para o desenvolvimento de projetos de investigação, através de parcerias entre cientistas e pescadores, no valor de 1,2 milhões de euros, no âmbito do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP).

Este regime de apoio destinou-se à recolha de dados, à monitorização de recursos piscícolas, a estudos e projetos piloto, bem como à divulgação de conhecimento e de resultados de investigação, através de seminários e workshops.

Contribuir para a troca de experiências e para melhorar o conhecimento dos pescadores sobre os recursos piscícolas do Mar dos Açores foi um dos grandes objetivos deste programa de apoio, que permitiu financiar quatro projetos durante esta legislatura.

AA/Gacs