Aprovada proposta para implementar medidas para o relançamento económico do setor do leite e laticínios

O Parlamento Açoriano aprovou uma proposta do PS/Açores que recomenda ao Governo Regional medidas para o relançamento económico do setor do leite e laticínios.

A proposta do PS decorre de um conjunto de auscultações que os deputados do Grupo Parlamentar do PS promoveram junto de parceiros estratégicos do setor.

Carlos Silva, que apresentou a iniciativa, lembrou que os produtores de leite dos Açores vivem hoje uma “situação particularmente difícil, dramática em alguns casos”, com o “brutal aumento dos custos de produção nos últimos meses, dos quais se destacam o preço das rações, dos fertilizantes e do gasóleo agrícola, enquanto o preço do leite pago permanece injustamente baixo”.

Carlos Silva frisou que o PS tem vindo a “defender o relançamento económico do setor do leite e lacticínios, através de medidas concretas, numa postura construtiva e responsável, mas também vigilante”. A esse respeito, o deputado do PS lembrou que o anterior Governo dos Açores do PS investiu mais de 27 milhões de euros em infraestruturas agrícolas, só em 4 anos.

Para Carlos Silva, este Governo dos Açores deve “agir para dar respostas eficazes aos problemas identificados e não apenas para satisfazer interesses corporativos”.

O deputado do PS recordou o “peso do setor do leite e lacticínios na economia dos Açores”, que representa “mais de 35% da produção nacional”, frisando que “considerando os recentes impactos da crise pandémica, importa apresentar novas soluções”.

Nesse sentido, a proposta do PS apela ao Governo Regional, explicou Carlos Silva, que “incentive, através da cooperação e do comércio justo, a união de todos os intervenientes do sector do leite e lacticínios”, bem como que “adote medidas para que as indústrias de Lacticínios dos Açores possam promover acordos de tarifas com a distribuição, e que essas tarifas revertam inteiramente para o produtor, para que o seu rendimento seja salvaguardado e pago de forma justa”.

Na ótica do PS, o Governo Regional deve “promover iniciativas que fomentem a internacionalização e exportação dos produtos lácteos dos Açores, sobretudo para mercados que valorizem os produtos regionais de valor acrescentado”.

Criar um plano de formação intensiva, em contexto profissional, destinado a melhorar o maneio dos animais, a gestão e eficiência das explorações agrícolas e promover práticas agrícolas sustentáveis são outras propostas patentes no texto dos socialistas.

AA/PS