Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas inaugura exposição de João Miguel Ramos “A transmitir de”

O Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas inaugura dia 13 de fevereiro, pelas 16h00, a exposição individual de João Miguel Ramos “ A transmitir de”.

Nesta exposição, apresentam-se trabalhos que se posicionam entre a escultura, a pintura e o som, e que refletem sobre as possibilidades de difusão de informação numa época, que de acordo com João Miguel Ramos, é de “incessante sobreprodução de conteúdo.”

“ A transmitir de” estará patente na sala 3 do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, espaço que pretende acolher e dar visibilidade a trabalhos de artistas plásticos emergentes no panorama da arte contemporânea.

João Miguel Ramos nasceu em São Miguel, nos Açores, em 1994. Vive e trabalha entre o Porto e os Açores. É licenciado em Artes plásticas – Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (2016) e estudou na Hochschule für grafik und buchkunst em Leipzig (2019). Concluiu o Mestrado em Artes Plásticas – Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (2020). Encontra-se a desenvolver o doutoramento pela mesma universidade. Trabalha numa configuração aberta e multidisciplinar em que o meio da pintura é tido como forma de enquadramento. Expõe frequentemente em Portugal e no estrangeiro nomeadamente “3 Máquinas”, Galeria Fonseca Macedo, em 2021, “We never say never say never”, Walk&Talk, Ponta Delgada, em 2020, “Andor”, Atelier Caldeiras, Porto, em 2020, “Figura-Lugar”, Atelier Brum, Walk&Talk, em 2020, “Let’s Call it a Day”, Handstand und Moral, Leipzig, em 2020, “Unsere Meinung – Klasse Riedel”, Urban Jungle, Leipzig, 2019, entre outras.

AA/A-CAC