Artur Lima reitera defesa na diáspora de “todas as instituições promotoras da Açorianidade”

O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores presidiu à sessão de abertura do 45.º Congresso da Luso-America Education Foundation, evento organizado pelo Portuguese Beyond Borders Institute (PBBI) com a colaboração do Azorean Diaspora Center (ADC), que decorreu em formato virtual.

Artur Lima, que sublinhou a importância de iniciativas deste género, referiu que este congresso constitui “uma oportunidade única para sublinhar a importância da cultura, da língua portuguesa, das tradições e da História para reforçar a aliança entre os Açores e as suas comunidades”.

“Discutir formas de aproximação entre as várias gerações de Açorianos que vivem em todo o mundo, em especial na América do Norte, de modo a sustentar a perspetiva universal de ser Açoriano, é, a meu ver, um dos motes desta iniciativa, a que o Governo Regional dos Açores se junta com todo o gosto”, prosseguiu.

Segundo o Vice-Presidente do Governo, sejam as Casas dos Açores, “sejam as instituições sociais, educativas e culturais, todas as entidades onde os Açorianos se envolvem têm uma palavra a dizer na construção da vasta comunidade açórica pelo mundo”.

Artur Lima lembrou ainda que o Executivo Regional “tem mantido apoios, em termos financeiros e logísticos, a todas as instituições promotoras da Açorianidade” e continuará a dar prioridade à “divulgação cultural junto das comunidades”.

“Prova disso foi a recente decisão da Vice-Presidência do Governo em distribuir, pelas 16 Casas dos Açores, cerca de 300 exemplares de livros de temática Açoriana”, salientou.

No final da sua intervenção, Artur Lima agradeceu o convite endereçado pelo Professor Diniz Borges para presidir à sessão inaugural do Congresso e renovou o seu compromisso de “tudo fazer” para que o património dos Açores seja valorizado, a identidade da Região defendida, a língua preservada e a cultura “sentida além-fronteiras”.

AA/GRA