Azores Rallye recebe certificação ambiental da FIA

O Azores Rallye é uma das duas primeiras provas do Campeonato da Europa de Ralis da FIA, o FIA ERC, a ser acreditada com duas estrelas, no âmbito do Programa de Acreditação Ambiental da FIA – a outra é o Rally di Roma Capitale, a ronda italiana do campeonato.

Este programa da FIA tem como objetivo ajudar o desporto motorizado a medir e melhorar o seu desempenho ambiental, através de três níveis de acreditação.

O nível agora atingido, de duas estrelas, distingue os eventos que demonstram um bom desempenho ambiental e que seguem roteiros desenvolvidos internacionalmente para a gestão ambiental.

Para Rui Moniz, presidente da comissão organizadora do Azores Rallye, este “é um motivo de grande orgulho, que faz ainda mais sentido numa região que tem no ambiente um dos seus maiores ativos, se não o maior, e o seu principal cartão de visita, e temos particular satisfação em anunciá-lo no Dia Mundial do Ambiente”.

O processo iniciou-se ainda em 2020, com a criação da função de gestão ambiental na estrutura organizativa da prova açoriana, e intensificou-se nos últimos meses, através de um processo exaustivo de auditoria realizado pela FIA.

Assumimos um conjunto de compromissos, baseados numa política ambiental que estabelece orientações para a melhoria contínua do desempenho ambiental, tendo em conta o longo prazo. Há objectivos e metas ambientais definidas, mas apelamos a que todos os intervenientes, espectadores incluídos, sejam partes activas”, continua o também presidente do Grupo Desportivo Comercial, organizador do Azores Rallye.

O clube pretende que a prova seja organizada de forma sustentável, reduzindo os seus impactos ambientais e incrementando o desempenho ecológico, algo que pretende estender também aos outros eventos que organiza.

Algo bastante familiar no arquipélago açoriano, o primeiro do mundo a obter a certificação internacional de destino sustentável por uma entidade acreditada pelo Global Sustainable Tourism Council, com o grau Silver.

AA/GDC