Bombeiros do Faial com novo quartel

O Presidente do Governo Regional dos Açores marcou presença na inauguração do novo quartel da Associação dos Bombeiros Voluntários da ilha do Faial (AHBVF), considerando que o “magnífico” novo espaço, no Parque Empresarial e Tecnológico da ilha, representará ganhos de eficácia à ação de quem “ajuda e salva” os cidadãos.

A inauguração do novo quartel juntou-se à sessão solene comemorativa do 110.º aniversário da AHBVF, tendo este sido um “dia feliz” em que “até São Pedro” ajudou, por via do bom tempo, assinalou José Manuel Bolieiro.

“Já fomos testados várias vezes, em várias ilhas e concelhos, pela rudeza da natureza, com danos materiais e pessoais trágicos, em muitas circunstâncias”, lembrou o governante, que deixou um “reconhecimento” a todas as bombeiras e todos os bombeiros que “intervêm para minimizar os efeitos” da natureza, por exemplo.

Garantindo que o XIII Governo dos Açores está, como desde o primeiro dia, “pronto e disponível para o diálogo, a concertação, e as sinergias para se obter o que é realizável”, José Manuel Bolieiro lembrou o aumento de verbas para a Proteção Civil e para as 17 associações de bombeiros da região, acrescentando que subiu 8,3% o apoio no transporte de doentes não urgentes e 2,7%, “uma dinâmica de progresso e de reforço dos apoios”.

A “importância estratégica da Proteção Civil”, acrescentou ainda, deve potenciar uma “literacia” nesta área junto das populações, empresas e instituições, acrescentou ainda o Presidente do Governo.

A Associação Faialense de Bombeiros Voluntários, atualmente Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial, foi fundada a 16 de maio de 1912, com a finalidade de dotar a cidade da Horta e a ilha do Faial de um Corpo de Bombeiros, unidade operacional, tecnicamente organizada, preparada e equipada para o exercício de várias missões.

Em 31 de julho de 2020 teve início a construção do novo quarta, obra orçada em 2,8 milhões de euros, acrescidos de IVA.

Trata-se de um equipamento de ponta, orientado para o futuro, que permitirá proporcionar melhores condições de trabalho aos bombeiros e bombeiras, elevar o grau de proteção, prontidão e eficiência dos meios de emergência (eliminando constrangimentos de segurança e de operacionalidade) e, por conseguinte, a prestação de um serviço cada vez melhor à população faialense.

AA/GRA