Câmara alarga prazo para submissão de propostas aos Orçamentos Participativos

A Câmara da Ribeira Grande decidiu prolongar a fase de submissão de propostas ao Orçamento Participativo e ao Orçamento Participativo Jovem até 31 de dezembro, disponibilizando assim mais tempo para os proponentes poderem preparar e entregar as propostas.

O Orçamento Participativo (https://op.cm-ribeiragrande.pt/) é um processo democrático de participação dos cidadãos na tomada de decisão sobre uma parte dos investimentos municipais a realizar.

Este ano, as áreas temáticas nas quais os munícipes podem submeter propostas são: saúde pública e higiene; economia social e solidária; educação, juventude e empreendedorismo, cultura, património e equipamentos culturais e equipamentos, espaços públicos e acessibilidades.

Com a continuidade do projeto, a Câmara da Ribeira Grande procura adequar as políticas municipais às necessidades e expetativas das pessoas para melhorar a qualidade de vida no concelho, dando-lhes a oportunidade de participar ativamente nos projetos a desenvolver.

Já o Orçamento Participativo Jovem tem o propósito de reforçar as iniciativas municipais de promoção e desenvolvimento do exercício da cidadania, bem como o envolvimento e participação dos cidadãos jovens nas decisões das políticas públicas.

Ao manter a aposta no projeto a edilidade pretende proporcionar aos jovens do concelho a possibilidade de apresentarem ideias para as suas preocupações, despertando neles o espírito crítico. Toda a informação relacionada com o projeto pode ser consultada no link: https://www.cm-ribeiragrande.pt/orcamento-participativo…

O Orçamento Participativo Jovem está dividido em duas categorias: o escolar e o concelhio. No escolar poderão participar, exclusivamente, estudantes do concelho e será restrito à área interna de uma ou mais escolas públicas do concelho; no concelhio poderão participar todos os jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos.

Orçado em 100 mil euros, o Orçamento Participativo Jovem contempla 60 mil euros para o concelhio e os restantes 40 mil euros serão repartidos igualmente pelos projetos vencedores a nível escolar. As áreas de intervenção definidas são infraestruturas de apoio às políticas de juventude; educação/formação, cultura; desporto; ambiente e saúde e emprego.

AA/CMRG