Câmara apoia trabalhos de conservação e restauro do órgão de tubos da Igreja de São Pedro

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, concedeu um apoio financeiro no valor de 8.000 euros à Fábrica da Igreja Paroquial de São Pedro.

A verba, que visa apoiar os trabalhos de conservação e restauro do órgão de tubos da Igreja de São Pedro, surge na sequência de um protocolo assinado entre a Presidente do Município, Maria José Lemos Duarte, e o pároco da referida Igreja, Padre Victor Arruda.

O órgão de tubos da Igreja de São Pedro foi construído em 1858 e o mais recente restauro data de 1990. Com o passar dos anos, carece de vários trabalhos de conservação e restauro, nomeadamente, ao nível da limpeza, desmontagem, sistema mecânico, tubos, harmonização e afinação por competente Mestre Organeiro.

Segundo refere o protocolo assinado entre ambas as partes, os trabalhos acima referidos “têm por objetivo devolver à fruição pública, nas melhores condições, um instrumento histórico pertencente ao património integrado da Paróquia de São Pedro, existindo, por isso, um natural e efetivo interesse do Município no seu restauro”.

O Município de Ponta Delgada contribui para a dinamização cultural do concelho, propiciando oportunidades de valorização do nosso património histórico e religioso, de que é exemplo o órgão de tubos da Igreja de São Pedro.

Sendo assim, adianta o mesmo protocolo, “o restauro daquele instrumento musical possibilitará a recuperação, para o domínio público, de um património raro que irá contribuir significativamente para o estímulo à promoção de espetáculos e apresentações do reportório musicológico sacro e, em consequência, a divulgação da produção musical no Município”.

Para a Câmara Municipal de Ponta Delgada, “a recuperação do instrumento musical referido, além da importância cultural e histórica no contexto da produção e execução de música para órgão, constitui ainda um importante fator de atratividade turística, podendo funcionar como motor de desenvolvimento regional e de dinamização de atividades locais, favorecidas pelo aumento de público”.

Ainda de acordo com o mesmo documento, é de “comum interesse” a cedência do órgão da Igreja de São Pedro à autarquia para “a realização de eventos e demais atividades de interesse municipal e comunitário, que vem possibilitar o enriquecimento da programação cultural do concelho de Ponta Delgada”.

AA/CMPD