Câmara apresenta Rota da Baleação – Capelas e São Vicente Ferreira

A Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada inaugurou a “Rota da Baleação – Capelas e São Vicente Ferreira”, descerrando a placa respetiva em conjunto com um antigo mestre baleeiro, João Luís Mariano.

A inauguração começou na vigia das Capelas, e contou com a presença de várias entidades, tendo a edil afirmado que o projeto em questão representa “a preservação da nossa memória etnográfica, social e cultural associada a uma atividade económica e a uma indústria que se mantiveram aqui ativas até meados dos anos setenta do século passado”.

“O desenvolvimento desta Rota foi um imperativo que a autarquia assumiu e que entrega agora à comunidade” – adiantou a Presidente, referindo que o projeto promovido pela Câmara  de Ponta Delgada, em parceria com as Juntas de Freguesia de Capelas e São Vicente Ferreira, é composto por 12 painéis informativos distribuídos por 10 locais, 9 dos quais na Vila das Capelas, como a Vigia do Morro, sendo que estes assumem “o seu lugar de destaque entre os roteiros de conhecimento que esta Vila tem para oferecer a quem cá vive e a quem a visita”.

Em São Vicente Ferreira, Maria José Lemos Duarte, em conjunto com a Presidente da Junta de Freguesia local, Noémia Ventura, descerrou a placa do antigo guincho, recuperado pela Câmara Municipal de Ponta Delgada. Um equipamento indispensável para arrastar as baleias para terra, para posterior desmanche, e que é, agora, “uma peça de exposição com caráter permanente para ajudar a identificar a memória do lugar e do tempo associado a uma atividade que se manteve por quase um século”.

“O projeto que hoje inauguramos, de evocação de uma atividade económica e de uma indústria que foi preponderante para a sobrevivência de muitas famílias das freguesias de Capelas, São Vicente Ferreira e Fenais da Luz, inclui ainda, para além do levantamento de dados históricos, a recuperação e conservação de equipamentos e artefactos associados à caça ou transformação de baleias” – sublinhou a Presidente.

Além da reconstrução da sua casa/abrigo e da manutenção de alguns dos seus artefactos, como os “guiões”, Maria José Lemos Duarte anunciou que a autarquia vai também recuperar outros associados à atividade da caça à baleia e doados à Junta de Freguesia, para que possam juntar-se a esta exposição integrada na Rota da Baleação.

De salientar que foi, ainda, concebida uma brochura bilingue (português e inglês). Trata-se de  “um documento de interpretação da Rota da Baleação e através do qual são ainda divulgados os eventos e outros locais a visitar em São Vicente Ferreira e nas Capelas, naquele que é o nosso contributo municipal para a boa divulgação e promoção turística das freguesias do concelho”.

AA/CMPD