Câmara da Ribeira Grande adota medidas preventivas para fazer face ao covid-19

Face à evolução da situação epidemiológica relacionada com o SARS-CoV-2 (covid-19), também conhecido por “coronavírus”, a Câmara da Ribeira Grande, no âmbito das suas competências e em sintonia com o Serviço Municipal de Proteção Civil, decidiu aplicar as seguintes medidas preventivas:

– decretar, a partir de 9 de novembro, por tempo indeterminado e até anúncio de medidas em contrário, os serviços mínimos nas várias divisões da autarquia;

– recomendar aos munícipes que recorram presencialmente ao serviços da autarquia apenas em casos de força maior;

– encerrar, de imediato, por tempo indeterminado e até anúncio de medidas em contrário, todos os espaços culturais (biblioteca, arquivo, museus municipais e teatro);

– encerrar, de imediato, por tempo indeterminado e até anúncio de medidas em contrário, as casas de banho públicas;

A Câmara da Ribeira Grande recomenda que as instituições que tenham ao seu cuidado utentes que pertencem ao denominado grupo de risco, adotem de igual modo medidas preventivas que minimizem o risco de contágio pelo novo coronavírus.

Todos os serviços camarários mantêm-se em funcionamento, apelando a autarquia para que os munícipes deem preferência às formas de contato alternativas que abaixo indicamos:

Os contatos da Câmara da Ribeira Grande são os seguintes:

Paços do Concelho – 296 470 730

Divisão Cultura, Desporto e Juventude – 296 470 730

Divisão Administrativa e Financeira – 296 470 740

Divisão de Urbanismo e Planeamento – 296 470 750

Divisão de Ambiente, Serviços Urbanos e Equipamentos – 296 470 760

Divisão de Ação Social – 296 470 765

Divisão de Proteção Civil – 296 470 730

Outros contatos: https://www.cm-ribeiragrande.pt/contactos

Linha Saúde Açores – 808 24 60 24

Linha para questões não médicas – 800 29 29 29

A Câmara da Ribeira Grande agradece a compreensão de todos e a adoção, por parte de cada um, dos comportamentos aconselháveis face ao evoluir da situação, colocando o civismo, a responsabilidade enquanto cidadãos e a saúde pública em primeiro lugar.

AA/CMRG