Câmara da Ribeira Grande prepara investimento de doze milhões de euros para concluir requalificação da frente mar

A Câmara da Ribeira Grande vai investir cerca de doze milhões de euros na conclusão da requalificação da frente mar.

Falando na apresentação do estudo técnico que permitirá avançar para a terceira fase da obra, mostrou-se satisfeito por se poder avançar para a conclusão de uma empreitada que vai, em definitivo, virar a cidade para o mar.

“Virar a cidade para o mar tem sido um desafio da autarquia há demasiado tempo, mas só ganhou um novo impulso nos últimos anos com a aquisição e demolição de cerca trinta moradias e com a construção da nova ponte do Atlântico”, sublinhou Alexandre Gaudêncio.

Devido aos valores elevados que a obra projetada comporta, o edil acredita que a mesma poderá vir a constar do Plano Regional das Obras Públicas. “O estudo apresenta um planeamento do que se deseja e aponta para um custo a rondar os doze milhões de euros. Por isso, iremos solicitar apoio ao governo regional dos Açores”, assumiu.

Alexandre Gaudêncio entende que está na hora do executivo açoriano olhar com outros olhos para a Ribeira Grande. “Tal como tem sucedido noutras localidades dos Açores e estando em causa a proteção da costa devido à erosão marítima, entendemos que esta é uma obra que deve merecer a atenção do governo regional.”

E acrescentou: “Nesse sentido, já fizemos ver ao presidente do governo regional dos Açores para não se esquecer da Ribeira Grande e desta importante obra. Contamos, por isso, que esta empreitada conste do Plano Regional das Obras Públicas e tudo faremos para que nos seja dado aquilo a que temos direito.”

O autarca ribeiragrandense deixou claro que “o município não pode continuar de mão estendida à espera que chegue a sua vez de ser apoiado. Somos uma cidade que está a assinalar 40 anos e temos mais de 500 anos de história como concelho. Merecemos, por isso, que as entidades governamentais olhem para nós como têm olhado para outras cidades e sedes de concelho”, disse.

Alexandre Gaudêncio revelou que a Câmara da Ribeira Grande pretende lançar a concurso público, durante o próximo mês de julho, a primeira fase do estudo apresentado que ligará a ponte do Atlântico à rua da Feira, um investimento estimado de 500 mil euros que será candidatado a fundos comunitários no âmbito do programa Açores 2020, prevendo-se que fique concluída até final do primeiro trimestre de 2022.

AA/CMRG