Câmara de Ponta Delgada aumenta investimento na aquisição de equipamentos para ajudar idosos do concelho

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, entre 2017 e 2020, investiu 65 mil euros no Banco de Ajudas Técnicas do Projeto Conforto. Este montante traduz o reforço do investimento da autarquia, presidida por Maria José Lemos Duarte, nesta resposta social através da aquisição de equipamentos para ajudar a população idosa residente no concelho.

Em 2017, o investimento foi de 5.876,00 euros, enquanto no ano seguinte subiu para 20.649,50 euros. Em 2019, a autarquia investiu 19.391,00 euros na aquisição de equipamentos e, em 2020, investiu 19.498,00 euros, o que perfaz um total de 65.414,50.

Entre os equipamentos adquiridos pela autarquia, e que nos últimos quatro anos apoiaram cerca de 170 idosos de várias freguesias, estão camas articuladas manuais, camas articuladas elétricas, cadeiras de rodas, andarilhos, cadeiras de banho, cadeiras sanitárias e canadianas.

Atualmente, é prestado apoio diário a 21 utentes de ambos os sexos, residentes em 10 freguesias de Ponta Delgada. Este apoio, cujos pedidos podem ser efetuados na Divisão de Desenvolvimento Social da autarquia, é assegurado por assistentes de geriatria, com formação específica na área, de segunda-feira a sábado e feriados sempre que solicitado.

O Projeto Conforto é uma resposta social do Município de Ponta Delgada que consiste, além da disponibilização de equipamentos de apoio, na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a pessoas idosas ou não, quando, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não possam assegurar, temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas.

O apoio prestado no âmbito desta medida de política social engloba um conjunto de serviços que permite aos utentes permanecerem no seu ambiente familiar e social, nomeadamente, cuidados de higiene e conforto pessoal, apoio nas refeições, arrumação e pequenas limpezas no local (quarto e casa de banho) onde o utente permanece.

Através do Projeto Conforto, a Câmara Municipal procura, entre outros objetivos, contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e famílias, retardar ou evitar a institucionalização, apoiar os utentes e famílias na satisfação das necessidades básicas e atividades da vida diária e assegurar o acesso à prestação de cuidados de saúde.

AA/CMPD