Câmara de Velas adjudica empreitada de 1,5 milhões de euros

O Presidente do Município de Velas procedeu à assinatura do contrato da Empreitada da Requalificação de Caminhos Municipais, num valor global na ordem dos 1,5 milhões de euros, adjudicado à Tecnovia Açores, Sociedade de Empreitadas SA, após a realização de concurso público.

O Projeto em causa, da autoria do Gabinete Técnico do Município, contempla intervenções em quase todas as Freguesias do Concelho, nomeadamente, Manadas/ Terreiros; Norte Grande/ St. António e Rª. da Areia; Rosais; Velas/ Beira e Urzelina, as quais passam por reabilitar inúmeras Vias e Espaços Públicos Municipais.

As intervenções em causa visão criar uma imagem harmoniosa do Concelho no seu todo, utilizando materiais endógenos como é o caso da Pedra de Basalto, mas também o enquadramento de madeiras tratadas, dando e criando um ambiente Urbano simpático e aprazível.

Importa referir que este é o maior esforço financeiro alguma vez realizado pelo Município, com fundos próprios em reabilitação de Vias Municipais, o que bem demonstra a capacidade financeira da Autarquia, fruto de uma gestão muito rigorosa e eficiente.

No âmbito da Empreitada está contemplado, a título de exemplo, inúmeros investimentos nos arruamentos da Fajã do Ouvidor, com a construção de Balneários no Miradouro da mesma, a requalificação do acesso automóvel ao início da Fajã D’Além e zona do emblemático “Fio” de Transporte de materiais, o qual é secular, ou mesmo  a criação de um miradouro no acesso da Fajã da Rª da Areia e consequente reparação do acesso da via à mesma, entre muitas outras intervenções que passam por melhorar os acessos às habitações em inúmeras vias/ canadas um pouco por todo o Concelho, permitindo inclusive um melhor e mais adequado acesso a viaturas de emergência, bem como a colocação de nova sinalização de trânsito, dos encaminhamentos das águas pluviais, etc…

Em suma, a Empreitada em causa tem por objetivo criar mais segurança e conforto a todos quantos utilizam estas vias, bem como embelezar e tornar a Nossa Terra, num lugar onde cada vez mais se gosta de estar e de viver, e bem receber quem a escolhe para seu destino de férias.

AA/CMV