Câmara Municipal aprova Protocolo de Intenção de Geminação entre Ponta Delgada e Belmonte

A Câmara Municipal de Ponta Delgada aprovou, por unanimidade, em sessão ordinária de Reunião de Câmara, o Protocolo de Intenção de Geminação entre Ponta Delgada e Belmonte. A cooperação institucional nas áreas da educação, da cultura, da economia ou do turismo está na agenda comum às duas cidades.

O documento segue agora para apreciação e votação em Assembleia Municipal.

A fundamentar a geminação entre Ponta Delgada e Belmonte está não só o reconhecimento da importância histórica dos dois municípios, mas também o interesse cultural, político e histórico de aprofundar a ligação entre ambos e de estreitar os laços de amizade entre as respetivas comunidades.

Quer o Município de Ponta Delgada, quer o de Município de Belmonte concordam em procurar acordos pontuais entre as partes, designadamente nas áreas do ensino, da formação, da saúde e do desporto, da promoção e divulgação turística, do património cultural, monumental, paisagístico, gastronómico e outro material e imaterial.

Ainda de acordo com o Protocolo de Intenção de Geminação, Ponta Delgada e Belmonte propõem-se a perpetuar esta cooperação institucional através da atribuição toponímica com o nome de cada uma das cidades nos respetivos concelhos.

A Geminação entre Ponta Delgada e Belmonte foi um dos temas que esteve em cima da mesa do encontro entre a Maria José Lemos Duarte e o Presidente da Empresa Municipal de Promoção e Desenvolvimento Social de Belmonte, Joaquim da Costa, em representação do seu Presidente, António Rocha, que decorreu em Ponta Delgada à margem do 34.º Colóquio da Lusofonia, que decorreu entre 10 e 11 de junho.

Na ocasião, foi ainda analisada a inclusão de Ponta Delgada na Rede de Judiarias, uma associação fundada em março de 2011 que tem por fim, entre outros, uma atuação conjunta na defesa do património urbanístico, arquitetónico, ambiental, histórico e cultural, relacionado com a herança judaica, como refere Joaquim da Costa sustentou que nos últimos anos o Município de Belmonte, que dispõe de uma das três Sinagogas com culto em Portugal, tem assumido uma grande aposta na Cultura, o que se refletiu no aumento de turistas, com repercussões positivas na restauração, comércio local e artesanato.

Em 2919, Ponta Delgada e Belmonte assinaram um protocolo de cooperação e desenvolvimento cultural com o intuito de incentivar o desenvolvimento da cooperação cultural hebraica entre o Museu Judaico de Belmonte e o Museu Hebraico Sahar Hassamain (Portas do Céu) – antiga Sinagoga de Ponta Delgada.

Esta cooperação assume a forma da promoção do intercâmbio de pesquisas e experiências históricas relacionadas com a cultura hebraica no desenvolvimento de projetos em parceria; da organização de eventos públicos conjuntos de influência hebraica; do desenvolvimento de atividades formativas e informativas com agentes culturais e turísticos, no âmbito da atividade própria das instituições cooperantes; e da compilação e permuta de informação bibliográfica e científica, publicações históricas e outros materiais didáticos, de interesse comum.

AA/CMPD