Combate à pandemia reforçou exigências para um envelhecimento com qualidade, inclusivo e igualitário

A Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada apontou a melhoria das condições para o envelhecimento com qualidade, inclusivo e respeitoso da dignidade humana como um dos maiores desafios das sociedades atuais, reforçado num tempo de pandemia que tem sido um duro teste para os idosos.

A autarca falava na cerimónia de inauguração do espaço Momentos Felizes, que dispõe de centro de dia, alojamento e serviço de apoio ao domicílio para a população sénior. Na ocasião, Maria José Lemos Duarte sublinhou a “centralidade da população sénior do concelho na política social do Município”.

“Só o investimento que se aproxima das pessoas, na perspetiva da sua capacitação humana e social, irá tornar possível este nosso desiderato que é a construção de uma sociedade justa, inclusiva e igualitária, assente no desenvolvimento de uma cultura de Direitos Humanos”, declarou.

O Município de Ponta Delgada, no âmbito das suas competências, tem adotado medidas concretas para afirmar a centralidade dos idosos na sua política, como, por exemplo, a manutenção de 23 centros de convívio da responsabilidade da autarquia no concelho; o apoio, através do Projeto Conforto, aos idosos na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio e na disponibilização de equipamentos técnicos de apoio; o “Projeto Conforto”, que assegura envolvimento dos seniores na prática de aulas de ginástica e intercâmbios; o serviço de Teleassistência; o Cartão PDL Sénior ou o Cartão Táxi +, recentemente aprovado.

Em relação à valência de apoio à terceira idade inaugurada em Ponta Delgada, Maria José Lemos Duarte expressou o seu reconhecimento pessoal e institucional pelo novo espaço que “contribui para a promoção do bem-estar sénior no concelho e na ilha”.

AA/CMPD