Combate às Alterações Climáticas é um dos principais objetivos do Governo dos Açores

O Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas participou numa sessão de apresentação do projeto LIFE IP CLIMAZ, que tem como objetivo apoiar a implementação do Programa Regional para as Alterações Climáticas nas 9 ilhas dos Açores, destacando que, nesta legislatura, o combate às alterações climáticas é um dos principais objetivos do Governo Regional.

Para Alonso Miguel, a Região tem que estar preparada com medidas que garantam a salvaguarda das populações e do nosso património natural, sendo que este executivo tem em curso um conjunto de projetos direcionados ao combate destas ameaças, nomeadamente o projeto MITIMAC Água, o projeto PLANCLIMAC – Alterações Climáticas, e a revisão do Plano de Gestão de Secas e Escassez.

O governante referiu ainda que foram contempladas na reprogramação do PO Açores 2020, através do REACT-EU, diversos projetos, como o roteiro para a descarbonização dos Açores, a elaboração de cartografia de risco para a mitigação e adaptação das alterações climáticas, a implementação de sistemas de alerta de cheia em bacias de risco, e o projeto de avaliação da biomassa de turfa e de recuperação de turfeiras.

Todas estas ações, em conjunto com o contributo dado pelo projeto LIFE IP CLIMAZ, “serão fundamentais para a implementação das medidas previstas para o Programa Regional das Alterações Climáticas”, referiu o Secretário Regional.

O projeto teve início no mês de janeiro e conta com um orçamento de cerca de 20 milhões de euros, financiado em 70 % pela União Europeia, e terá um período de implementação de 10 anos, com medidas a aplicar em todas as ilhas dos Açores.

No âmbito do seu desenvolvimento serão abordadas questões específicas sobre as alterações climáticas e a vulnerabilidade particular das nossas ilhas, prevendo-se que sejam implementadas estratégias de adaptação e mitigação baseadas num conjunto de sinergias.

A coordenação do projeto é efetuada pela Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas e conta com um conjunto de departamentos governamentais e outras entidades como beneficiários associados, nomeadamente a Direção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, a Direção Regional dos Assuntos do Mar, a Direção Regional dos Recursos Florestais, a Direção Regional da Energia, bem como a Eletricidade dos Açores, S.A., a Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, a Câmara Municipal da Horta e a Cooperativa União Agrícola, CRL.

AA/GRA