Começou vacinação em massa na ilha as Flores

A Operação “Periferia” chegou às Flores, com um rol de 700 utentes para receberem a primeira dose da vacina contra a Covi-19.

O Centro de Vacinação está instalado no pavilhão Municipal de Santa Cruz, preparado a rigor para a vacinação. No terreno está uma equipa da Unidade de Saúde de Ilha das Flores com 22 profissionais, entre enfermeiros, farmacêutica, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, assistentes técnicos, assistentes operacionais e técnicos de informática. A esta, junta-se a equipa militar com seis enfermeiros, dois médicos e um farmacêutico, e mais três enfermeiros disponibilizados em cooperação com a Ordem dos Enfermeiros na Região. Estão ainda presentes dois bombeiros locais.

A acompanhar a operação estão o Diretor Regional da Saúde, Berto Cabral e o coordenador para o processo de vacinação nos Açores, Pedro Monjardino. O Diretor Regional da Saúde expressou otimismo quanto ao andamento do processo. “Temos já a experiência acumulada com o desenrolar da operação em Santa Maria, conseguimos ser bem-sucedidos na logística, a caminho das Flores e tivemos uma excelente colaboração nesta ilha, por parte dos profissionais de saúde e responsáveis comunitários” – disse Berto Cabral, na abertura do Centro de Vacinação.

O responsável releva a importância da Operação em curso nas Flores “tendo em vista a imunização de mais uma ilha, para que a vida possa ir voltando ao normal no nosso arquipélago” – sublinhou. Berto Cabral refere que o processo prevê a vacinação nos próximos dias das ilhas Graciosa, São Jorge e Pico “com o mesmo objetivo e com grande parte da equipa que aqui está hoje. Os nossos profissionais de saúde e a equipa militar tem feito um trabalho excecional a todos os níveis. E o apoio das autarquias tem sido fundamental para o sucesso desta Operação” – frisou.

AA/ARS