Concerto de Rui Baeta com Coros de São Jorge

A Secretaria Regional da Cultura, da Ciência e Transição Digital, através da Direção Regional da Cultura (DRC), promove no dia 1 de agosto, às 21h30, no Auditório da Escola Básica e Secundária da Calheta, a realização do concerto de Rui Baeta & Coros da ilha de São Jorge.

O espetáculo, que representa o culminar de uma formação vocal, realizada entre 29 de julho e 1 de agosto, contará com a participação de um sexteto de metais, um pianista e nove grupos corais participantes.

Além de Rui Baeta (barítono), o concerto apresentará as interpretações de Francisco Rocha (piano), Paulo Borges (trompete), Sérgio Cabral (trompete), Marco Jesus (trompete), Edgar Marques (trompa), Miguel Moutinho (trombone), Antero Ávila (tuba) Martim Silva (castanholas) e os seguintes coros: Coro José Damião de Almeida, Grupo Etnográfico da Beira, Coro do Norte Grande, Coro de Santo Amaro, Coro da Ribeira Seca, Coro de Santo Antão, Coro da Calheta, Coro da Beira e Coro do Topo.

O programa do concerto, composto por obras de Manuel da Fonseca, Händel, Marc-Antoinne Charpentier, Bellini, Mendelssohn, Richard Genée, Quirino Mendoza y Cortés, Agustín Lara e ainda de Tomás Borba, inclui também a estreia da obra “Improviso”, de autoria do compositor açoriano Antero Ávila, com poema de Filomena Serpa, na qual os participantes na formação coral interpretarão uma peça dedicada aos jorgenses.

Rui Baeta, natural de Faro, licenciado em Canto pela Escola Superior de Música de Lisboa, estudou com o professor Luís Madureiro e com os pianistas Nuno Vieira de Almeida e Olga Prats, entre outros, tendo colaborado como coralista e cantor solista durante cerca de 10 anos no Conservatório Nacional de Lisboa.

Para além disso, o artista frequentou diversas instituições como a Fondation Hindemith, na Suíça, a Academie Francis Poulenc, em França, com François LeRoux, e a Mozarteum Akademie, na Áustria, com Richard Miller; arrecadou, em 1999, o 1.º Prémio do Concurso RDP Jovens Músicos na classe de Música de Câmara, com o pianista Paulo Pacheco;  realizou diversos recitais e concertos em Portugal e no estrangeiro, tendo colaborado com variadas orquestras, como a Nacional do Porto, a de Cascais e Oeiras, a Orquestra Clássica do Sul, Orquestra Das Beiras, a Camerata de Lyon e o Ensemble D’Arcos, Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian.

AA/GRA