Concluída primeira fase da vacinação no Corvo

A Operação de vacinação da população da ilha do Corvo contra a Covid-19 – 1ª dose, está  concluída.

No total, 308 pessoas foram vacinadas. Todos terão ainda de receber a segunda dose 21 dias depois.

Os habitantes da ilha com mais de 16 anos e que declararam o seu acordo foram vacinados. À partida, a Unidade de Saúde local estimava poder vacinar uma percentagem superior a 82 por cento da população, já que o número de pessoas que se quiseram vacinar foi superior a 92 por cento da população vacinável. Tal objetivo foi plenamente alcançado.

Para o Diretor Regional da Saúde que acompanhou toda a Operação no local, esta “foi um sucesso e decorreu sem qualquer percalço, graças ao sentido cívico da população e do empenho da Unidade de Saúde local, dos seus profissionais e dos que para cá se deslocaram para reforçar a equipa”. Berto Cabral confirmou que a segunda toma ocorrerá a 10 e 11 de março: “No fundo vamos repetir a Operação, sendo deslocados para o Corvo o mesmo número de profissionais de saúde, para completarem o processo, com a inoculação da segunda dose da vacina às mesmas pessoas”.

O Diretor Regional da Saúde e os profissionais de saúde que se deslocaram de São Miguel para o Corvo, estão, entretanto, retidos naquela ilha, devido ao mau tempo. Só sairão da ilha, quando as condições meteorológicas permitirem. “É por isto tipo de circunstâncias – refere Berto Cabral – que a vacinação da população do Corvo foi uma iniciativa do governo regional que gerou consenso na Região. Não estamos em condições de correr riscos, tanto mais que a estação invernosa poderia ser um grave obstáculo, em caso de necessidade de alguma intervenção mais apurada”.

A Operação decorreu nos dias 17 e 18, dirigida pelo Delegado de Saúde na ilha, António Salgado, tendo como local de vacinação o pavilhão municipal do Corvo. Na mesma participaram dois enfermeiros da Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, Sandro Melo e Hernâni Cabral, ambos com formação em suporte avançado de vida.

AA/SRSD