Conferência ‘online’ sobre o Culto do Espírito Santo nos Açores e nas Comunidades

A Direção Regional das Comunidades, promove uma conferência ‘online’ intitulada “Divino Espírito Santo: o Culto nos Açores e nas Comunidades”, que tem lugar no próprio domingo de Pentecostes, 23 de maio.

A transmissão realiza-se em direto, a partir dos Açores, do Brasil e dos Estados Unidos da América, através da página oficial da Direção Regional das Comunidades na rede social Facebook, com início às 18h00 dos Açores e duração global prevista de 60 minutos.

A conferência será proferida pela investigadora brasileira de ascendência açoriana Lélia Nunes e complementada com os testemunhos dos presidentes das Grandes Festas do Espírito Santo realizadas nas cidades-irmãs de Ponta Delgada e Fall River.

A investigadora Lélia Pereira Nunes, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, fará uma abordagem inicial sobre as mais populares festas tradicionais introduzidas pelos povoadores açorianos no Sul do Brasil, promovendo assim a apresentação do seu novo livro “Caminhos do Divino – Um olhar sobre a Festa do Espírito Santo em Santa Catarina”.

A sessão prossegue com a participação do vice-presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Furtado, na sua qualidade de coordenador das Grandes Festas do Espírito Santo do concelho micaelense, e do empresário açor-americano Duarte Câmara, como presidente das Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra, nos Estados Unidos da América.

Esta iniciativa pretende partilhar e dar a conhecer a forma intensa como o culto do Divino Espírito Santo é vivido nos Açores e nas suas comunidades de emigrantes e descendentes, assim como o peso que estas celebrações religiosas representam na vida do povo açoriano, quer este resida ou não no arquipélago.

Para além disso, este espaço de debate irá ainda abordar as adaptações que estas celebrações adotaram durante a situação de pandemia que se tem vivido no último ano e meio em todo o mundo.

O Culto do Divino Espírito Santo é considerado a maior manifestação de natureza religiosa dos açorianos e o legado cultural que melhor define e carateriza a Açorianidade.

Através de várias gerações e vagas de emigração, esta celebração ultrapassou as fronteiras das nove ilhas, constituindo-se atualmente como uma importante ponte de comunicação e um dos maiores fatores de agregação existente entre açorianos.

AA/GRA