Conselho Municipal de Saúde reúne na Lagoa pela primeira vez

Teve lugar no Cine Teatro Lagoense Francisco D’Amaral Almeida, a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde, instalado, pela primeira vez, na cidade de Lagoa. Marcou presença, neste evento, a vereadora da área da Educação, Cultura e Saúde da Câmara Municipal de Lagoa, Albertina Oliveira.

O Conselho Municipal de Saúde é “um órgão consultivo, destinado a promover a articulação e cooperação entre as várias entidades, locais, regionais e nacionais, que operam no âmbito da Saúde, de forma a facilitar uma abordagem integrada no planeamento e na construção da Estratégia Municipal de Saúde”, explicou Albertina Oliveira no início da sessão.

Com a sala composta pelos conselheiros convidados pelo município, das diversas áreas de intervenção, a vereadora manifestou “a importância de haver o compromisso de todos neste que deve ser um trabalho conjunto na gestão de políticas públicas conducentes a um concelho mais saudável”.

Nesta reunião foi aprovada, por maioria, a alteração ao Regulamento do Conselho Municipal de Saúde de Lagoa-Açores, e por unanimidade, a proposta do Regimento que define a organização e o modo de funcionamento do mesmo Conselho.

No âmbito das competências do Conselho Municipal de Saúde, Albertina Oliveira recomendou a todos os presentes a “adoção de medidas na área da saúde a integrar nos planos de atividades das diferentes entidades representadas”.

De seguida, a técnica da Câmara Municipal de Lagoa, Débora Ponte, apresentou o «Perfil Local de Saúde», do Município de Lagoa – Açores, aprovado em reunião ordinária no dia 12 de novembro de 2020 e na 5ª sessão da Assembleia Municipal, no dia 3 de dezembro de 2020. Trata-se de um documento estratégico de diagnóstico do estado de saúde da população lagoense, que permite realizar um levantamento de áreas prioritárias de atuação, essencial para melhorar a prestação dos cuidados de saúde no concelho, e, por esta via, assegurar a qualidade de vida dos munícipes. Este documento revela, assim, que a Câmara Municipal de Lagoa se encontra atenta à realidade, transformações e necessidades do concelho e da população.

Na reunião foi, ainda, apresentada a proposta dos Eixos de Intervenção do Plano de Desenvolvimento em Saúde do Município, que se encontra em fase de elaboração. Pretendeu-se, com esta proposta, envolver os parceiros locais, através da constituição de grupos de trabalho, tendo em vista a recolha de informação, levantamento de dados e sistematização de projetos existentes.

Em cada eixo de intervenção, foram propostas medidas a implementar, em parceria com as diversas entidades locais, visando colmatar as principais áreas de atuação levantadas no Perfil Local de Saúde. Estas foram agrupadas em quatro eixos de intervenção, designadamente «Promoção de Estilos de Vida Saudáveis e Educação para a Saúde», «Controlo das Doenças Crónicas e Neuropáticas», «Ambiente e Infraestruturas» e «Políticas Sociais Saudáveis».

No final, foi apresentado o relatório de atividades do Município de Lagoa – Açores na Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis (RPMS), do qual o município é membro desde 2009.´~

AA/CML