Covid-19: Medidas restritivas nos Açores deixam de estar dependentes da matriz de risco

As medidas restritivas de contenção da pandemia por Covid-19 nos Açores deixam de estar diretamente ligadas aos níveis de risco definidos para o arquipélago.

O anúncio foi feito pelo Secretário Regional da Saúde e Desporto. Clélio Meneses esclareceu que “apesar de continuar a existir a avaliação de risco através da Autoridade de Saúde”, essa avaliação “deixa de ser diretamente aplicável em termos de medidas restritivas”.

“É a alteração que acontece, sendo que na prática, as medidas existentes são aquelas que continuarão a existir durante mais algum tempo, até haver um levantamento das medidas em geral” – frisou.

A decisão de suspensão da determinação de medidas restritivas dependentes da matriz de risco observada, está plasmada na Resolução nº 245/2021 de 13 de outubro, do Conselho do Governo, publicada hoje em Jornal Oficial, que revoga a anterior e vigora desde as zero horas desta quarta-feira, até às 23h59 de 26 de outubro.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto refere ainda a importância das medidas de controle de entrada nos Açores “que continuam em vigor, através da testagem, dos certificados de vacinação e de recuperação, o controlo dos espaços de maior aglomeração, que têm limitação de lotação, ou através de planos de contingência, e através do uso de máscara em algumas circunstâncias” – frisou.

Clélio Meneses voltou a apelar à consciencialização da adoção de comportamentos que minimizam o risco de contágio, através da vacinação, ou da comunicação à linha de saúde, de sintomas suspeitos.

AA/GRA