Da música ao teatro… a ilha do Pico é Fringe

Dois músicos em palco partilham as suas músicas originais, e criam uma sinergia  compartilhando seus dotes de composição, escrita de letra e execução de vários instrumentos. Foi assim nas passadas duas noites no Azores Fringe, o festival de artes internacional, a acontecer com o epicentro na ilha do Pico até 27 de junho. 

João da Ilha, já conhecido pelas audiências da ilha montanha, desta vez partilhou o palco com o jovem Evandro Meneses, em concerto, no Auditório do Museu dos Baleeiros nas Lajes do Pico e ainda no Auditório da Madalena, o maior nas ilhas do triângulo. 

“Esta viagem ao Pico foi a minha primeira em contexto profissional,” admite Evandro Meneses, “é, de facto, um prazer enorme tocar para outras gentes, outras salas. Por vezes vivemos, ou fazemos por viver, num ‘mundo’ fechado em que trabalhamos com os mesmos profissionais. Poder conhecer novos artistas ou simplesmente dar-mo-nos a conhecer noutras ilhas é, ou pelo menos deveria ser, o caminho natural que qualquer artista deveria percorrer.”

O veterano artista Fringe, João da Ilha, que participou na primeira edição em 2013, adiciona que “a experiência Fringe é de facto única porque permite uma maior interação com a comunidade e também incentiva novas criações artísticas.”

O festival continua este fim-de-semana com teatro para toda a família com a apresentação de Cumulus, pela equipa do Som do Algodão, na MiratecArts Galeria Costa. Dias 19 e 20, pelas 17h, as audiências são convidadas para conhecer uma nova linguagem, o sonho. Na última semana da nona edição do Azores Fringe, o Auditório do Museu dos Baleeiros dá as boas vindas, na terça-feira às 21h30, a uma turma de artistas que vem diretas do Bolina, festival de palhaças, e no sábado 26 de junho pelas 17h, o Estúdio 13 – Espaço de Indústrias Criativas de São Miguel, vem até ao Auditório da Madalena com um espetáculo de dança contemporânea com uma forte componente performativa. 

Para mais detalhes visite www.azoresfringe.com e junte-se nas redes sociais através de #miratecarts e #azoresfringefestival onde encontra mais programação. 

AA/MA