Despedida de D. João Lavrador reúne Igreja e representantes do poder político em Angra

Na celebração que assinalou a despedida de D. João Lavrador, foram instituídos no ministério de leitor três seminaristas do Seminário Episcopal de Angra, alunos do 5º ano, André Furtado, Leonel Vieira e Rui Soares.

A despedida do 39º bispo de Angra está prevista para o inicio do mês em que D. João Lavrador sairá para tomar posse como bispo de Viana do Castelo, a 27 de novembro. A festa de despedida, com uma missa de ação de graças pelos seis anos de episcopado, foi organizada pelo Cabido da Sé e pelo Seminário Episcopal de Angra, reunindo os mais altos representantes do poder político regional.

João Lavrador sucedeu a D. António de Sousa Braga como bispo da Diocese de Angra, após ter sido nomeado por Francisco como coadjutor da diocese açoriana, com direito à sucessão, a 29 de setembro de 2015.

D. João Evangelista Lavrador, de 65 anos é natural de Mira, Distrito de Coimbra e tomou posse como coadjutor da Diocese de Angra no dia 29 de novembro, diante do Colégio de Consultores, numa cerimónia em que participou o Núncio Apostólico da Santa Sé, em Lisboa, D. Rino Passigato.

Na Bula de nomeação, o Papa Francisco sublinhou as “devidas qualidades” e “idoneidade” de D. João Lavrador para assumir o ministério de coadjutor de Angra “com todos os direitos, faculdades e obrigações inerentes”.

D. João Lavrador iniciou a sua missão nos Açores com o desejo de encurtar distâncias, tanto entre ilhas como com o continente, para valorizar o contributo do arquipélago no plano nacional.

“Não temos a consciência verdadeira de que a Igreja em Portugal é um todo e os Açores – e permitam-me que fale também na Madeira, porque é outra realidade de entrada – são de pleno direito e com a mesma dignidade Igreja em Portugal”, disse, em entrevista ao Sítio ‘Igreja Açores’.

Doutorado em teologia, o agora bispo nomeado de Viana do castelo defendeu tese de licenciatura sobre «O Laicado no Magistério dos Bispos Portugueses, a partir do Vaticano II» e de doutoramento sobre «Pensamento Teológico de D. Miguel da Annunciação –Bispo de Coimbra (1741 – 1779) e renovador da Diocese».

Enquanto sacerdote da Diocese de Coimbra, D. João Lavrador foi capelão do Carmelo de Santa Teresa de Coimbra, tendo acompanhado a Irmã Lúcia durante os últimos anos da sua vida.

A Diocese de Angra foi fundada a 3 de novembro de 1534 pela Bula Equum Reputamus, assinada pelo Papa Paulo III.

AA/IA