Dia Municipal do Bombeiro

O Dia Municipal do Bombeiro, que se assinala desde 2016 em São Roque do Pico a 14 de janeiro, não será comemorado este ano devido à pandemia de covid-19.

Apesar de não se concretizar a cerimónia de homenagem à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico, a Câmara Municipal reforça o orgulho nesta instituição de solidariedade, endereçando uma palavra de apreço e reconhecimento pelo trabalho que desenvolve diariamente para proporcionar segurança e apoio aos residentes no concelho.

Neste dia, que coincide com a comemoração dos 73 anos da Associação, o Município de São Roque do Pico enaltece a coragem e a dedicação de todos os profissionais e voluntários no apoio e socorro aos cidadãos e, consciente das responsabilidades que tem em matéria de proteção civil, assegura que continuará a disponibilizar aos soldados da paz um conjunto de medidas de discriminação positiva, desde a prioridade na atribuição de habitação social, à isenção do pagamento das licenças de construção para habitação própria e permanente, bem como na redução do pagamento de serviços de abastecimento de água para habitação própria e permanente.

A redução de 50% da tarifa de recolha de resíduos domésticos; a isenção do pagamento de taxa de ligação da água e a possibilidade de usufruto de uma majoração de 50% nas bolsas de estudo atribuídas a estudantes do ensino superior e politécnico são outros dos benefícios que o Município atribui aos elementos da Associação de Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico.

Atento às necessidades do corpo ativo, a Câmara tem igualmente apoiado financeiramente e com equipamentos a Associação Humanitária. Em setembro do ano passado foram entregues vários equipamentos de proteção individual para combate a incêndios e para operações de resgate no valor de 55 mil euros, incluindo máscaras de combate ao fogo, mangueiras, botas, fatos de resgate, tripé de resgate e salvamento, maca de resgate e salvamento e um kit de evacuação.

O material faz parte de um pacote global de 180 mil euros de equipamentos que o Município vai atribuir à Associação Humanitária e que inclui ainda um veículo de combate a incêndios florestais 4×4 e um veículo para operações de resgate e salvamento 8×8 dotado com kit amovível para transporte de sinistrados.

AA/CMSRP