Época balnear na Lagoa encerra com limpeza costeira

A época balnear de 2022 no concelho da Lagoa encerra este fim de semana e, neste sábado, realizou-se uma ação de limpeza da orla costeira, organizada pela Câmara Municipal de Lagoa, através do Cefal – Centro de Educação e Formação Ambiental de Lagoa, em colaboração com diversas instituições regionais e forças vivas do concelho.

Após dois anos de pandemia, a 11ª edição da limpeza da orla costeira realizou-se com uma boa adesão por parte da comunidade lagoense. Além da Autoridade Marítima, a Capitania do Porto de Ponta Delgada e da Guarda Nacional Republicana (GNR), estiveram presentes a Presidente da Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Rosário, Lucrécia Rego, o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz, Sérgio Costa, o Clube Náutico da Lagoa, a Associação Terra Jovem, os Escuteiros Marítimos e elementos do Projeto ECA da Escola Secundária de Lagoa e da Associação Juvenil do Clube Operário Desportivo (AJCOD).

Na ocasião, Nelson Santos, vereador da área do Ambiente na Câmara Municipal de Lagoa, lembrou que “a relevância desta ação ultrapassa a quantidade de resíduos que venham a recolher. É um ato prático de sensibilização e ação ambiental no contexto da educação para sustentabilidade”. O vereador salientou “a importância do envolvimento da comunidade nestas iniciativas e na mensagem que elas transmitem. O que vamos fazer, hoje, pode ser muito pequeno naquilo que é contexto das problemáticas ambientais, da sustentabilidade ambiental e da gestão dos resíduos, mas certamente vai deixar o nosso ambiente melhor”. Terminou agradecendo à equipa do CEFAL por todo o trabalho realizado e a todos os presentes.

A ação de limpeza teve como ponto de concentração o Porto dos Carneiros. Os participantes dividiram-se depois em grupos. Um dos grupos começou a limpeza no Portinho de São Pedro e percorreu o Passeio Marítimo da cidade de Lagoa. Outro grupo manteve-se pela zona do Porto dos Carneiros e do Complexo Municipal de Piscinas e outro deslocou-se, ainda, até à Baía de Santa Cruz. A limpeza subaquática que estava prevista não aconteceu devido às condições climatéricas, por questões de segurança.

De referir que, esta ação de limpeza se encontra inserida no plano anual de atividades do CEFAL e no Programa Bandeira Azul, cujo mote, este ano, é “Mergulhe neste desafio”.

AA/CML