Fundo de dinamização empresarial aposta na qualificação da oferta turística

Contrariar a perda de receita provocada pela retração do turismo face à Covid-19 e qualificar a oferta ao nível da receção de turistas são os motivos que levaram o Município da Horta, na ilha do Faial, a formalizar, esta quinta-feira, mais de três dezenas de parcerias com os taxistas da ilha do Faial e com a respetiva associação.

As parcerias, realizadas no âmbito do Fundo de Dinamização Empresarial criado pela Câmara Municipal da Horta já no decorrer desta fase de pandemia, permitem compensar a redução de receitas originadas pela decisão da Associação em diminuir o valor das quotas dos seus associados a fim de evitar maior penalização do setor.

No caso dos associados, o apoio concedido destina-se sobretudo a apoiar a certificação profissional requerida para o exercício da atividade de taxista, nomeadamente o Certificado de Aptidão Profissional.

Para o Presidente da Câmara Municipal da Horta, “esta é uma medida que traduz a necessidade efetiva e real de reforçar, cada vez mais, a aposta na melhoria da prestação de serviços destes profissionais que têm por principal missão acolher milhares de pessoas que chegam à ilha do Faial e de as conduzir aos locais de eleição da nossa ilha”.

Nas parcerias realizadas, a Câmara Municipal da Horta investe um valor estimado de 5.000 euros, atribuídos no âmbito do Fundo de Dinamização Empresarial, estando, ainda, a preparar regulamentação específica que permitirá estender a outros setores de atividades novos apoios face à redução de atividade devido à Covid-19.

Por sua vez Vítor Santos, Presidente da Associação de Taxistas da Ilha do Faial, referiu a importância do apoio concedido pela Câmara Municipal da Horta num período de grandes constrangimentos pelo que o regresso de associados à vida associativa é considerada positiva para a sobrevivência da Associação.

AA/CMH