Governo dos Açores com aposta nos cuidados de saúde de proximidade e na reabilitação e construção de espaços em 2022

O Secretário Regional da Saúde e Desporto anunciou que o Governo dos Açores, empenhado em “apostar fortemente” nos cuidados de saúde de proximidade, fará um investimento de cerca de dez milhões de euros na reabilitação e construção de espaços físicos de saúde só em 2022.

Clélio Meneses falava na inauguração da obra de remodelação do Posto de Saúde dos Remédios, em Ponta Delgada, uma intervenção que disse ser “de colaboração”, liderada pela Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, em conjunto a Secretaria Regional das Obras Públicas e Comunicações e com as juntas de freguesia dos Remédios, Pilar e Ajuda.

“Há uma aposta clara deste Governo de estarmos o mais próximo possível das populações, com serviços que deem uma resposta adequada aos cuidados primários nas respetivas áreas e quando tomámos posse, deparámo-nos com um conjunto de emergências de obras em espaços de saúde”, avançou o governante.

Clélio Meneses adiantou que para além deste, estão a ser efetuados investimentos noutros postos de saúde em várias localidades da Região, designadamente no Centro de Saúde do Nordeste, no Centro de Saúde de Vila Franca ou no Centro de Saúde da Povoação, com um novo projeto.

O Secretário Regional relembrou ainda o Centro de Saúde das Velas, o Centro de Saúde das Lajes do Pico e anunciou ainda um investimento, a partir de setembro, no Hospital do Divino Espírito Santo, no valor de cerca de 2,5 milhões de euros, num total de cerca de 12 milhões, que disse necessitar “urgentemente de obras”.

Clélio Meneses frisou ainda que este Governo Regional tem feito “um esforço enorme para contratar mais profissionais de saúde”, referindo que a Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel contratou recentemente “mais quatro médicos de Medicina Geral e Familiar (MGF) para prestarem cuidados de saúde de proximidade”, e estão a decorrer processos concursais para contratar mais 12 médicos dessa área.

“No total, com os já contratados e os que se pretendem contratam, contamos ficar com cerca de 98% da população da ilha de São Miguel com cobertura de MGF e portanto, com acesso aos cuidados de saúde primários”, destacou.

No fundo, continuou, “o Governo está a corresponder a uma necessidade sentida, para que os Açores sejam uma Região cada vez mais saudável, onde as pessoas se sintam bem nas suas localidades, dando vida às localidades e dando vida às pessoas”.

A obra de remodelação da Unidade de Saúde de Remédios contemplou uma vasta reabilitação daquela unidade, designadamente, a substituição dos tetos, pintura das paredes, mobiliário, reabilitação dos pavimentos e o isolamento da cobertura, num investimento total de 45 mil euros, onde 42 mil euros foram assumidos pela Região.

O espaço abrange cerca de 2.500 inscritos naquela área geográfica e pretende dar “mais dignidade quer aos utentes que utilizam o espaço, como aos profissionais de saúde que aqui trabalham”, disse na ocasião Clélio Meneses.

AA/GRA