Governo e sindicatos chegam a acordo sobre tempo de serviço e carreira dos enfermeiros

O Secretário Regional da Saúde e Desporto e os dois sindicatos que representam os enfermeiros nos Açores, alcançaram um acordo, que Clélio Meneses classifica como “histórico”, sobre a contagem de tempo de serviço, reposicionamento nas carreiras e sobre os contratos individuais de trabalho. 

O governante referiu no final da reunião que o acordo alcançado com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses e com o Sindicato dos Enfermeiros de Portugal “era desejado pelos profissionais de saúde há muitos anos, com justas reivindicações, algumas delas com mais de uma década”. 

O acordo vigora já no corrente ano e significa um esforço global do Governo da Região no valor de 12.1 milhões de euros.

Clélio Meneses esclareceu que 9,4 milhões de euros serão liquidados na presente legislatura e 2.7 milhões de euros na próxima, sendo que o processo “implica a regularização da relevância de tempo de serviço, no montante de 5,4 milhões de euros, mas também o reposicionamento das carreiras e o pagamento de 1.5 pontos para os contratos individuais de trabalho, o que implica 6,7 milhões de  euros, verba a pagar integralmente nesta legislatura, sendo 3,5 milhões de euros a liquidar já em 2021.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto releva a “boa vontade” de todos os envolvidos nas negociações, “facto que se repercute em concreto na vida dos enfermeiros que, mais do que palavras, precisam efetivamente de sentir que todo este esforço que têm desenvolvido, e o reconhecimento público que lhes é dado, tenha uma repercussão nas respetivas remunerações, no sentido de lhes dar a equidade, em termos remuneratórios, que merecem”.

AA/GRA