Governo Regional vai “dedicar total empenho em governar melhor os Açores”,

O Presidente do Governo dos Açores defendeu que “é possível governar melhor os Açores, acrescentando que este Executivo Açoriano vai “dedicar total empenho em governar melhor os Açores”, governando “com o dinheiro que tivermos, não vamos é fingir que temos o dinheiro que não temos.”

José Manuel Bolieiro falava no encerramento dos trabalhos do parlamento para apresentação do Programa do XIII Governo, que teve lugar na Assembleia Legislativa Regional.

O líder do Executivo destacou a importância de cumprir uma estratégia de prevenção eficaz contra a pandemia causada pela SARS-COV-2 para se conter a propagação do vírus que garanta a saúde dos Açorianos.

José Manuel Bolieiro voltou a frisar que as opções do Governo quanto à estratégia durante a pandemia resultarão de aconselhamento técnico e científico, fornecido pelas estruturas regionais de saúde e pela Comissão Especial de Acompanhamento da Luta Contra a Pandemia por Covid-19, incluindo o plano regional de vacinação, em articulação com o plano nacional, dizendo ainda que o Governo não irá confundir “escolhas políticas com opções científicas”.

Face à crise resultante da pandemia, o governante diz já estar a trabalhar na preparação de medidas destinadas a apoiar os setores mais vulneráveis da economia açoriana, que serão adotadas, umas em complemento de medidas nacionais e outras como resultado de iniciativa regional, num processo de diálogo com os parceiros sociais e com as estruturas representativas das empresas”.

O Presidente do Governo dos Açores voltou a frisar que a sua governação vai ser “mais próxima das pessoas”, através das diversas áreas de governação, mas onde destacou a saúde e a educação.

Ainda em matéria de saúde, Bolieiro garantiu que os “profissionais contarão sempre com a lealdade e empenho do Governo, numa ótica de valorização das suas carreiras e otimização dos procedimentos de organização interna do serviço regional de saúde”.

Relativamente à educação, o líder do Executivo Açoriano realçou que os professores, os alunos, as famílias e toda a comunidade educativa contarão com um Governo apostado na valorização da Educação, como fator de desenvolvimento.

Na solidariedade social, garantiu que as pessoas e as famílias contarão com um Governo apostado na justiça social, na promoção do seu rendimento disponível e no combate à pobreza, assim como as Instituições Particulares de Solidariedade Social contarão com “leal cooperação” pelo seu estatuto de parceiros.

O Presidente do Governo garantiu que o poder local, assim como as comunidades da diáspora vão contar com um “Governo parceiro e leal do desenvolvimento dos seus territórios e populações”, destacando ainda as políticas que pretendem desenvolver no âmbito da habitação.

“Os contribuintes açorianos, pessoas singulares e coletivas, contarão com um Governo que reconhece os sobrecustos da insularidade e que não é usurpador da riqueza criada, mas antes justo na tributação”, disse ainda o governante, acrescentando que os cidadãos, empresários e fornecedores de serviços à Região e ao Executivo “contarão com um Governo de contas certas e transparente na informação das condições financeiras da governação e resultados alcançados da gestão pública”.

Passando por todas as áreas de governação, José Manuel Bolieiro garantiu ainda cooperarão com o Governo da República para o desenvolvimento regional, mas frisou que “essa cooperação não poderá significar, nunca, a submissão dos interesses regionais”.

“A aprovação do Programa do Governo, permitirá ao Governo Regional o exercício pleno das suas competências constitucionais, estatutárias e legais. A confiança da Assembleia Legislativa é partilhada pelo povo açoriano. Este é um Governo dos Açorianos, para os Açorianos, com os Açorianos”, concluiu.

AA/Gacs