Horta lança plataforma bolsa de voluntariado

Foi apresentada a Plataforma Bolsa de Voluntariado do Município da Horta, um projeto, em formato digital, que pretende concentrar e divulgar todos os projetos e oportunidades de voluntariado, do concelho.

Esta plataforma, e como referiu José Leonardo Silva, presidente da Câmara Municipal da Horta, pretende promover o encontro entre vontades e necessidades, ou seja, entre a procura – pessoas que expressam disponibilidade e vontade para serem voluntárias e a oferta – entidades promotoras que reúnam condições para integrar voluntários/as e coordenar o exercício da sua atividade, de voluntariado, na ilha do Faial.

“Reconhecemos a importância do papel do voluntariado para o bem-estar social do concelho. Esta plataforma pretende ser um instrumento de divulgação, agilização e mediação, ao serviço das instituições de voluntariado e outras que queiram divulgar iniciativas deste âmbito”, revelou José Leonardo Silva aos representantes das associações que acompanharam a apresentação desta plataforma.

Outro dos propósitos desta iniciativa é sensibilizar para a prática do voluntariado e para uma cidadania mais ativa, junto daqueles que pretendam, de facto, contribuir, através de um ato de solidariedade, para o bem de uma causa, seja ela social, cultural, ambiental ou de outra natureza. Para José Leonardo Silva, “com esta plataforma estamos a cumprir o nosso papel de promover a cooperação entre as instituições, voluntários e os/as cidadãos/ãs da ilha do Faial. A CMH tem implementado políticas sociais muito relevantes no Concelho e esta é mais uma medida que se enquadra, dentro desse espírito, ou seja, uma ilha cada vez mais coesa socialmente”.

Também os/as voluntários/as encaram esta plataforma como uma mais-valia para a prossecução das suas atividades. Conceição Martins, Presidente da Associação SOS Feteira afirmou que “de facto, o maior desafio das instituições é agregar pessoas e conseguir reunir voluntários/as que possam ajudar a ajudar. Fundamental é ainda, no nosso entender, esta possibilidade de agendar eventos e perceber o que está a acontecer, ao nível do voluntariado, na nossa ilha, para que não haja sobreposição de eventos e possamos todos tirar um maior partido da boa vontade das pessoas do Faial”.

Helena Krug, da Associação Abrigar – Brigada Animal, encara esta plataforma como uma plataforma valiosa “apesar do nosso trabalho ser muito específico, quando precisamos de promover campanhas de recolha de alimentos temos dificuldade em conseguir voluntários para abranger o maior número de horas, pelo que se conseguimos através desta plataforma coordenar a boa vontade das pessoas, será sem dúvida uma mais valia para a nossa Associação “.

AA/CMH