Hospital da Horta com espaço para utentes do Pico afetados por greve da Atlânticoline

Atendendo à greve da Atlanticoline e ao impacto da mesma junto dos doentes que se deslocam do Pico ao Faial, o Secretário Regional da Saúde e Desporto determinou que o Hospital da Horta providencie um espaço destinado a acomodar os utentes que aguardam viagem de regresso ao Pico.

Segundo informação do Executivo Regional, para minimizar ainda mais o constrangimento, foi também determinado que aos utentes que utilizem o espaço seja servida uma refeição.

Recorde-se que mantém-se a greve dos trabalhadores da Atlanticoline, apresentado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Agências de Viagens, Transitários e Pesca (SIMAMEVIP), até 31 de janeiro.

Segundo a empresa, as viagens definidas como de serviços mínimos terão a sua realização garantida (naturalmente sujeitas às condições meteorológicas), sendo que todas as demais poderão ou não realizar-se, consoante a adesão dos colaboradores à greve. A Atlânticoline recomenda que os passageiros façam as suas reservas e viagens nos horários dos serviços mínimos.

A companhia ressalva que ficam assegurados todos os serviços necessários à realização das operações de transporte determinadas por situações de emergência, designadamente de urgência hospitalar, naufrágio, intempérie ou outras situações de força maior, entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge.

A Atlânticoline informa também que os passageiros com reservas adquiridas para viagens não abrangidas pelos serviços mínimos serão contactados para eventual alteração ou cancelamento dos bilhetes, sem quaisquer penalizações.

AA