II Encontro Açores-Brasil junta conselheiros da diáspora e associações de imigrantes em Angra do Heroísmo

A Vice-Presidência do Governo, através da Direção Regional das Comunidades, promove o II Encontro Açores-Brasil, na próxima semana, na ilha Terceira. O evento tem lugar dia 14 de março, pelas 18h00, no Auditório do Palácio dos Capitães-Generais, em Angra do Heroísmo.

O encontro é aberto e presidido pelo Vice-Presidente do Governo dos Açores, Artur Lima.

Depois da primeira edição desta reunião ter reunido em Ponta Delgada, no mês de outubro do ano passado, os dirigentes das Casas dos Açores sediadas no Brasil e os representantes das associações que trabalham na área da imigração nos Açores, o II Encontro Açores-Brasil vai dar voz aos Conselheiros da Diáspora Açoriana eleitos pelos círculos deste país sul americano.

Tendo como objetivo reconhecer a importância e valorizar a cooperação do primeiro destino da emigração açoriana e da maior comunidade imigrada na Região, o programa do evento está dividido em dois painéis, sendo o primeiro dedicado aos “Açorianos no Brasil”, com as intervenções dos conselheiros Régis Marques Gomes (Rio Grande do Sul), Daniel Evangelho Gonçalves (Rio de Janeiro), Willian Agostinho Marques (Santa Catarina) e Aristides Bogéa Bittencourt (restantes Estados do Brasil).

O segundo painel, dedicado aos “Brasileiros nos Açores”, conta com as comunicações do presidente da ASIBA – Associação dos Imigrantes Brasileiros nos Açores, Jairo Silva, e do vice-presidente da AIPA – Associação dos Imigrantes dos Açores, Leoter Viegas.

A relação entre os Açores e o Brasil estende-se já por mais de 400 anos de história, uma vez que este país foi o primeiro destino da emigração açoriana, sendo ainda possível registar atualmente a forte influência dos Açores e da sua cultura no dia a dia de milhões de brasileiros.

Da mesma forma, e no que concerne à comunidade brasileira nos Açores, segundo os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, em 2020 viviam na Região mais de 800 cidadãos brasileiros, assumindo-se esta nacionalidade como a mais representativa no arquipélago entre as estrangeiras.

A sessão do II Encontro Acores-Brasil é aberta ao público em geral, especialmente aos imigrantes brasileiros residentes na Terceira, mas com limitação de lugares, pelo que os interessados devem confirmar a sua presença até às 16h00 do dia 11 de março, através do e-mail comunicacao.drc@azores.gov.pt .

AA/GRA