Ilidia Quadrado afirma que obra de requalificação da cadeira da Horta é “inadiável”

A candidata da AD/Aliança Democrática à Assembleia da República Ilídia Quadrado afirmou que a obra de requalificação da Cadeia da Horta, na ilha do Faial, é “inadiável”, tendo lamentado as “sucessivas promessas não cumpridas” do Governo da República do Partido Socialista.

“Face à evidente degradação da Cadeia de Apoio da Horta, são necessárias várias intervenções que requalifiquem este estabelecimento e que continuam a não ser realizadas pelo Ministério da Justiça. Trata-se de obra inadiável. Lamentavelmente, a Cadeia da Horta está cada vez mais degradada devido às sucessivas promessas não cumpridas pelo Governo da República do Partido Socialista”, afirmou a candidata da AD/Aliança Democrática, após uma visita àquele estabelecimento prisional.

Ilídia Quadrado salientou as “várias diligências” que, enquanto deputada à Assembleia da República, efetuou na última legislatura sobre a situação da Cadeia da Horta, tendo apenas recebido “respostas contraditórias” do Governo da República sobre a matéria.

“É meu compromisso continuar a acompanhar este processo, insistindo na importância de proceder às obras de conservação, manutenção e requalificação da Cadeia da Horta. Não descansarei enquanto não forem dadas dignidade aos reclusos e condições de trabalho aos profissionais que ali trabalham”, assegurou.

A candidata da AD/Aliança Democrática alertou também para os “constrangimentos existentes relativamente ao número de efetivos” na Cadeia da Horta, que considerou “insuficientes”.

Ilídia Quadrado sublinhou ainda a importância do estabelecimento prisional no contexto geográfico e social dos Açores, “proporcionando maior proximidade aos reclusos e às suas famílias, o que potencia a reinserção social”.

AA/PSD