Implementação de carreira farmacêutica corrigiu pendência “inaceitável e injusta”

O Presidente do Governo Regional dos Açores considerou que a implementação, pelo atual Executivo, da carreira farmacêutica na Região veio corrigir uma “pendência que era inaceitável e injusta”.

“Instituímos e está já em vigor a carreira dos farmacêuticos no Serviço Regional de Saúde”, lembrou o governante, falando em Ponta Delgada depois de se ter reunido com uma delegação da Ordem dos Farmacêuticos, entidade presidida por Ana Paula Martins, que esteve presente no encontro.

Foi decidido pelo XIII Governo Regional dos Açores atribuir, aquando da implementação da carreira, 1,5 pontos por ano para efeitos de progressão na mesma e respetiva valorização remuneratória aos farmacêuticos.

Abordada no encontro foi também a questão em torno da atual exclusão dos profissionais dos Açores da residência farmacêutica nacional, algo que José Manuel Bolieiro considerou “inaceitável”.

O Presidente do Governo destacou, após o encontro, o “empenho e boa colaboração” da Ordem dos Farmacêuticos com o Governo Regional, nomeadamente no que refere ao combate à pandemia de covid-19 e à testagem da população Açoriana.

José Manuel Bolieiro dirigiu-se ainda aos Açorianos reiterando o apelo à vacinação contra a covid-19, seja dos que ainda não foram inoculados seja dos que podem receber a dose de reforço.

AA/GRA