Início das celebrações em memória dos 500 anos do Terramoto de 1522

As celebrações em memória do quinto centenário da subversão de Vila Franca do Campo (ocorrida a 22 de outubro de 1522), têm início esta sexta-feira, às 20h00, na Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo, com a realização de uma Eucaristia, em memória das vítimas da catástrofe, que contará com a participação do Coro Litúrgico do Coral de São José, com a leitura de extratos do relato da Subversão de Vila Franca do Campo, do livro “Saudades da Terra” do cronista Gaspar Frutuoso e, ainda, com a participação dos Romeiros de São Miguel.

Esta celebração memorial, é uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo e da Ouvidoria de Vila Franca do Campo, que conta com o apoio do Coral de São José e dos Romeiros de São Miguel, marcando o início de muitas celebrações, atividades, exposições, momentos musicais, palestras, entre outros eventos, que se irão desenvolver ao longo dos próximos doze meses.

Recorde-se que, foi na madrugada do dia 22 de outubro de 1522 (há 499 anos atrás) que Vila Franca do Campo foi praticamente destruída por um violento terramoto, acontecimento que mudou a história da própria ilha e está diretamente relacionado com a origem das Romarias de São Miguel.

AA/CMVFC