IV Feira de Ambiente na Praia da Vitória até 5 de junho

No âmbito da IV Feira de Ambiente, que culmina no dia 05 de junho, são quatro as palestras que vão a debate nas vertentes da sustentabilidade das pescas, educação ambiental, geodiversidade e património natural, com o objetivo de incentivar a partilha de experiências sobre as mais diferentes áreas dedicadas ao ambiente.

Em complementaridade, diversas entidades sensibilizam para as boas práticas de sustentabilidade ambiental, envolvendo crianças e jovens de estabelecimentos de ensino locais que visitam a exposição “Agir em prol da natureza”, patente no Centro de Interpretação Ambiental do Paul da Pedreira, no Cabo da Praia.

Segundo Raquel Borges, vereadora com o pelouro de Ambiente, “estamos a caminhar para a última semana da Feira de Ambiente e é com orgulho que observamos o impacto que a vertente ambiental está a ter junto da comunidade, seja pela envolvência ao nível das temáticas apresentadas ou pela adesão dos mais jovens à exposição dedicada à conservação da natureza e dada a conhecer no nosso centro interpretativo”.

“No decorrer dos próximos dias, e até sábado, 05, existem ainda diversos temas muito interessantes a abordar e cujas inscrições ainda estão abertas, bem como, e deixo o desafio, para que conheçam os trabalhos desenvolvidos por diversas entidades a nível da sustentabilidade ambiental”, sublinha a responsável municipal.

Temáticas ambientais a debate

A Câmara Municipal promove online, via Zoom, e integrado neste evento, na segunda-feira, 31 de maio, pelas 11h00, a palestra “A Sustentabilidade das Pescas nas Regiões Ultraperiféricas: o exemplo açoriano”, ministrada por Daniela Costa, do Conselho Consultivo para as Regiões Ultraperiféricas”.

Na terça-feira, 01 de junho, a partir das 11h00, a docente da Universidade dos Açores, Rosalina Gabriel, apresenta a temática “Educação Ambiental”, estando previsto para o dia seguinte, 02, também às 11h00, o tema “Geodiversidade: a componente abiótica da natureza dos Açores”, por João Carlos Nunes, docente da Universidade dos Açores.

O ciclo de palestras termina a 04 de junho, sexta-feira, às 11h00, com o Presidente da Comissão Executiva da Rede de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores, Francisco Maduro Dias, sobre “Património Natural versus Património Cultural dos Açores”.

As inscrições estão abertas e podem ser efetuadas para cia@cmpv.pt ou pelo contacto 295 540 200 (setor de Ambiente e Zonas Húmidas), indicando o nome,morada, profissão, entidade patronal, endereço de correio eletrónico e contacto telefónico.

Exposição “Agir em prol da natureza”

Com o objetivo de promover e valorizar as boas práticas ambientais a nível local e regional, o Centro de Interpretação Ambiental do Paul da Pedreira do Cabo da Praia acolhe a participação da Divertiláxia,  Escola Secundária Vitorino Nemésio,  Centro Comunitário da Terra-Chã, Escola Básica e Secundária Tomás de Borba, Escola Básica Integrada dos Biscoitos, Praia Ambiente, E.M, LIFE Beetles, LIFE IP Azores Natura, LIFE Vidalia, LIFE IP Climaz e Centro de Ciência de Angra do Heroísmo, no âmbito da exposição “Agir em prol da natureza”.

O projeto LIFE CWR, de âmbito municipal e presente nesta mostra, promove a biodiversidade presente nas três zonas húmidas locais: Paul da Praia da Vitória, Paul do Belo Jardim e Paul da Pedreira do Cabo da Praia.

Esta exposição pode ser visitada, nos dias úteis, das 09h00 às 16h00 (horário contínuo). Durante os fins-de-semana e feriados, a mostra estará patente ao público, entre as 14h00 e as 17h00.

Serão cumpridas as normas definidas pelas Autoridades de Saúde em período de pandemia.

AA/CMPV