Lagoa avança com projeto “novos bonecreiros”

A arte bonecreira no concelho de Lagoa, incrementada no século XIX com a abertura das primeiras fábricas de cerâmica no concelho é, atualmente, mantida somente por cinco artesãos. Com o objetivo de a salvaguardar, a Câmara Municipal de Lagoa considerou fulcral sensibilizar toda a comunidade lagoense disponibilizando formações, que têm como principal propósito perpetuar essa tradição cultural identitária na Lagoa.

Estas formações enquadradas no segundo eixo de ação do projeto “Novos Bonecreiros” pretendem ser, assim, um incentivo à adesão de novos artesãos, sendo as formações gratuitas, e destinadas ao público em geral, e cada uma tem um limite de 6 formandos, em que é necessária uma inscrição prévia. De relembrar que, o primeiro eixo iniciou em setembro e foi direcionado à comunidade escolar do concelho de Lagoa, cujo objetivo passa por dar a conhecer aos jovens a arte bonecreira, integrando-a no programa curricular da disciplina de Educação Visual, do ensino regular das Escolas Básicas Integradas de Lagoa e de Água de Pau, bem como da Escola Secundária de Lagoa.

Com uma carga horária de 28 horas cada, ao longo de sete semanas, as formações serão ministradas pelo artesão lagoense e mestre bonecreiro, João Arruda, todas as terças e quintas-feiras, sendo opcional a escolha de uma turma cujos horários serão diurnos, das 09h00 às 11h00, ou de uma turma com horário pós-laboral, das 19h00 às 21h00. Assim, a primeira fase destas formações decorrerão de 8 a 24 de março, e a segunda de 12 de abril a 5 de maio.

De referir que, a primeira fase destas formações destinam-se à construção de um figurado em barro, seguindo-se da sua cozedura em mufla e da pintura do mesmo com tinta acrílica. Por seu turno, a segunda fase recai na execução dos moldes em gesso de todas as figuras confecionadas na primeira fase.

Na medida em que, estas formações têm como principal propósito perpetuar a tradição da arte bonecreira, incentivando o surgimento de novos artesãos, o objetivo final passa por conceder aos formandos as ferramentas necessárias para conseguirem, no espaço de um ano, desenvolverem esta atividade artesanal, obtendo a Carta de Artesão e de Unidade Produtiva Artesanal (UPA), através do Centro de Artesanato e Design dos Açores (CADA).

De igual modo, a edilidade lagoense pretende proporcionar a um formando, selecionado de ambas as turmas, com base nas condições estipuladas no documento das Normas de Funcionamento deste projeto, um intercâmbio de conhecimentos desta arte, entre artesãos/bonecreiros e entidades externas, em território nacional, sendo que a Câmara Municipal de Lagoa assegurará as despesas inerentes a esta atividade, nomeadamente: viagem, estadia, alimentação e formação, através da atribuição de uma bolsa no valor de 2000€.

Todos os interessados em frequentar esta formação, podem, até ao dia 7 de março, realizar a sua inscrição através do preenchimento do anexo 1, que consta no documento das Normas de Funcionamento do Projeto “Novos Bonecreiros”, disponível no portal da edilidade, sendo que o envio poderá ser feito por email para: educacaoecultura@lagoa-acores.pt, ou entregue, presencialmente, no convento de Santo António ou, ainda, através do contacto telefónico: 296 960 600. De referir que, no início da formação, cada formando receberá um “Kit Novos Bonecreiros”, com todo o material necessário para frequentar e concluir a formação, de modo a desenvolver esta forma de arte e aprimorar as técnicas lecionadas.

AA/CML