Lagoa disponível para ceder terreno para uma secção destacada dos Bombeiros Voluntários

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada vai passar a integrar Lagoa no seu nome. O memorando de entendimento entre ambas as entidades foi assinado, numa cerimónia que decorreu no edifício Paços do Concelho. Num ato repleto de simbolismo tanto para a edilidade, como para todos os lagoenses, aquela associação prevê chamar-se Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada e Lagoa.

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto, frisou que, “a Câmara Municipal está disponível para ceder um terreno para a instalação de uma Secção Destacada na Lagoa dos Bombeiros Voluntários que integre uma ambulância, viaturas de combate e uma equipa de socorro náutico. A Lagoa tem vindo a aumentar a sua população, tanto residente como de quem nos visita e isso sem descurar a crescente procura das zonas balneares lagoenses, sendo todos estes fatores os principais motivos para a Lagoa ter uma Secção Destacada dos Bombeiros neste concelho”.

De referir que, existe uma grande proximidade entre a Câmara Municipal de Lagoa e a AHBVPD, que apoia não só financeiramente, mas também em termos logísticos e em equipamentos.

Este momento contou com a participação da fanfarra do Agrupamento de Escuteiros n.º 1290, de Santa Cruz e do Agrupamento de Escuteiros n.º 798, do Cabouco, bem como com a participação da Charanga da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada, que atuaram em frente ao edifício dos Paços do Concelho, num ambiente que se tornou festivo junto da população ali presente.

Neste mesmo dia, pela manhã, decorreu também uma Mostra de Meios e Atividades promovida pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada (AHBVPD), na praça de N. Sra. da Graça.

Uma iniciativa que pretendeu sensibilizar a população, mais precisamente, os jovens, para o conhecimento dos agentes e meios envolvidos, em caso de emergência, e isso, através da consciencialização e valorização da cidadania, em prol de um melhor comportamento em caso de necessidade. Dessa feita, esta ação, para além de sensibilizar os munícipes lagoenses, deu a conhecer os agentes e meios mobilizados em caso de emergência ou catástrofe, nomeadamente à comunidade educativa e a todos os interessados.

AA/CML