MiratecArts está de volta com o Projeto Tricô

A MiratecArts está prestes a arrancar com mais uma temporada do Projeto Tricô. A arte do tricô está com força e abraça quem tem interesse na ilha do Pico.

“Temos um core grupo de mulheres que são amigas, vizinhas, família, e que vão voltar aos encontros regulares, depois de um ano e tal de incerteza,” avança Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts, “e claro, abraçam, mesmo que ainda à distância, outras pessoas interessadas no convívio de aprendizagem, partilha e criação.” 

Durante o Azores Fringe Festival, algumas das participantes juntaram-se na MiratecArts Galeria Costa, cada uma na sua cadeira, com distanciamento físico, e foram fotografadas por Lina Madeira. “Mas há sempre uma cadeira vazia, para outra, ou outro se juntar,” diz Gina Neves.

Gina foi uma das primeiras pessoas a fazer proposta para o projeto ter o apoio da MiratecArts, entidade que incentiva sinergias e criação entre a arte tradicional e o contemporâneo. “Para mim, este projeto é a ligação que tenho com as minhas companheiras do grupo e faço tudo o que posso para que continue” admite Gina Neves. “O grupo está unido, está forte e tem sempre lugar para mais. Isto é uma motivação para todas nós, mantém-nos ocupadas, mantém-nos unidas. Temos um grupo bastante simpático – somos poucas e boas – e eu não quero que isto acabe. É uma forma de continuarmos a fazer coisas diferentes e incentivar-nos para mais.”

Além das participantes aprenderem e partilharem os seus conhecimentos, desenvolverem as suas próprias peças que usam para ofertas a amigos, familiares ou mesmo para si próprias, o grupo tem construído várias peças de arte pública. O Polvo Tricrochê, A Saia da Barrica, Suculentas Tricô, Manta do Biombo, Linha Vermelha e uma colcha que já chegou a várias escolas e jardins da ilha são algumas das obras conseguidas em conjunto.

A equipa já trabalhou com a lã virgem de Santa Maria, com o famoso Knitted by Macho Men, conhecido da televisão e que já visitou a ilha montanha para incentivar o grupo do Projeto Tricô, e até das ilhas Faroé, onde uma das atrações daquele arquipélago é o Festival de Tricô, promovido pelo departamento de Turismo Faroe, que também já descobriram o Projeto Tricô, na ilha do Pico, e desejam colaborar.

O projeto está de braços abertos para qualquer pessoa que deseje juntar-se ao grupo e participar com as suas agulhas e estilo. Aprender, ensinar, colaborar ou usar este espaço para convívio à volta da arte do tricô, sair de casa de vez em quando, em vez de estar só no seu lar, estes são alguns dos objetivos, desde o primeiro encontro que aconteceu em fevereiro de 2015.

Interessados devem contactar alguém do grupo ou comunicar com MiratecArts através de info@mirateca.com ou telefone 963639996 para mais informações.

AA/MA