Mostra VITA COLLECTIO patente até 5 de dez no Centro Cultural de Vila Franca do Campo

O Centro Cultural de Vila Franca do Campo colhe a mostra VITA COLLECTIO. Um projeto levado a cabo pela Fundação Sousa d’Oliveira, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, baseado no espólio de pinturas de Sousa d’Oliveira e fica patente até ao dia 5 de dezembro.

No momento da inauguração, o Presidente da Autarquia de Vila Franca do Campo, afirmou que o Concelho tem uma dívida de gratidão para com o Dr. Sousa d’Oliveira que, não sendo vila-franquense, cá deixou importantes realizações, através da sua dedicação às escavações arqueológicas, as quais marcaram a história, no sentido em que permitiram, por exemplo, aprender mais sobre aquilo que foi o terramoto de 1522.

Ricardo Rodrigues reiterou que toda a colaboração e parcerias entre a Câmara Municipal e a Fundação Sousa d’Oliveira são sempre bem-vindas, sendo um gosto divulgar a atividade desta última, em prol da cultura açoriana.

Por sua vez, o Presidente do Conselho de Administração da Fundação Sousa d’Oliveira, Dr. Carlos Melo Bento, agradeceu à Edilidade a oportunidade de divulgar o Dr. Sousa d’Oliveira, “um dos espíritos mais cultos que a nossa terra gerou” e frisou a importância de se manter vivo “o amor à cultura” e a vontade de o transmitir às novas gerações, para que a cultura seja “sempre um instrumento do nosso progresso”.

No âmbito da exposição, serão futuramente realizadas uma tertúlia sobre a temática do pioneirismo, uma homenagem ao pintor Melito e, ainda, visitas guiadas conforme inscrição.

Em VITA COLLECTIO, estão expostas 30 obras de diversos artistas e tipologias, como Thomaz de Mello (serigrafias), Dolores Resendes, Victor Lima Meireles, Maria Luísa Ataíde, Ezequiel Augusto (abstracionismo), Jorge Monteiro (tradições portuguesas), Mário Silva (aguarelas e tinta-da-china), João Travassos (obras em estanho), bem como de Melito, entre outros.

AA/CMVFC