Município de Vila do Porto disponibiliza 1000 testes rápidos COVID-19 ao setor empresarial

O Município de Vila do Porto irá disponibilizar cerca de 1000 testes rápidos COVID-19 ao setor empresarial, apoiando os empresários da ilha na prevenção e controlo de eventuais casos nas suas entidades.

Neste momento, o município tem em curso um conjunto de medidas de apoio às empresas e às famílias para mitigar os efeitos da Covid-19, uma decisão que surge no âmbito de uma reunião de Câmara no final de dezembro passado, para fazer face aos novos desafios que atualmente se enfrentam.

Destaque para o facto de já terem sido disponibilizados 125 testes a empresas marienses com o objetivo de prevenção e controlo de eventuais contágios, possibilitando, desta forma, que os funcionários sejam testados para garantir a manutenção do funcionamento dos respetivos estabelecimentos comerciais em condições de segurança.

Segundo o executivo, esta é uma forma de ajudar as empresas locais, evitando o seu encerramento, uma vez que o esforço atual tem de ser no sentido de manter as atividades dos empresários e o desenvolvimento económico. Em concreto, pretende-se continuar a disponibilizar um teste por semana a cada funcionário das empresas marienses, mediante requerimento remetido à Presidente da Câmara Municipal.

Bárbara Chaves adiantou esta informação no dia em que os funcionários do município também foram testados, como medida de prevenção e de sensibilização para que as entidades da ilha também a adotem.

Para além da disponibilização dos testes, outra das medidas prende-se com a isenção do pagamento da tarifa de resíduos sólidos e urbanos e de saneamento aos estabelecimentos comerciais e aos proprietários de alojamentos locais.

Para o efeito, à luz da medida anterior, deve ser remetido um requerimento à Presidente da autarquia. Acresce ainda a isenção de obrigação do pagamento de taxas de publicidade e de taxas de ocupação a empresas marienses, bem como a Instituições de Utilidade Pública com sede na ilha.

Foi ainda decidido permitir, sem acréscimo de custos, a ampliação da área de esplanada às empresas, como medidas de compensação pela obrigatoriedade de manter o distanciamento social.

Dar nota, ainda, de que será disponibilizado a qualquer munícipe apoio psicológico durante os períodos, quer de tratamento, quer de isolamento (sempre que necessário e requerido pelo próprio.

Paralelamente, a autarquia irá lançar uma campanha de sensibilização para prevenção dos contágios, como mais uma ação que possibilita informar e atualizar procedimentos face ao desenvolvimento da pandemia. 

Todas estas medidas já estão em curso com o objetivo principal de permitir que os empresários possam manter as suas atividades, mitigando os efeitos negativos que ainda se fazem sentir, principalmente, numa altura caracterizada por ser época baixa e já ter desafios acrescidos.

AA/CMVP