Navio Thor B veio garantir “estabilidade e previsibilidade” no abastecimento ao Corvo

O Presidente do Governo Regional dos Açores considerou que a entrada em ação do navio Thor B, uma “solução reformista e revolucionária” implementada pelo XIII Executivo da região, veio garantir “estabilidade e previsibilidade” no abastecimento à ilha do Corvo, agora feito “sem roturas”.

“Os corvinos hoje estão melhor servidos que nos últimos anos, porque tivemos a coragem de mudar esta operação funcionava mal. Não assumimos que o erro era para continuar, assumimos o contrário. E por isso fomos corajosos, no sentido de denunciar um mau serviço”, considerou o Presidente do Governo, falando no segundo dia de visita estatutária à ilha do grupo ocidental.

O Thor B foi adaptado às condições do porto local, como “deve ser”, e tem “capacidades polivalentes” de prestar serviço – o navio tem também a possibilidade de prestar, por exemplo, serviços de reboque ou concretizar operações de resgate e salvamento.

O “esforço” destes profissionais, prosseguiu, garante o “desenvolvimento integral” dos Açores como um todo, sendo o Corvo essencial para este desígnio “porque tem a mesma dignidade que todas as demais ilhas” do arquipélago.

“Estamos a passar por um inverno difícil, e ao contrário do que penosamente passámos na passagem de 2020 para 2021, tivemos todo o ano de 2021 e esta passagem para 2022 com total serenidade e abastecimento garantido à ilha do Corvo. E fizemo-lo com esta coligação que formou o Governo”, concretizou José Manuel Bolieiro, que esteve junto da embarcação com o elenco governativo que se encontra em visita estatutária e o líder do PPM nos Açores – e deputado regional – Paulo Estêvão.

AA/GRA