Nível de alerta baixa para V3 em São Jorge

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) baixou hoje o nível de alerta no âmbito da crise sismovulcânica que se tem vindo a registar na ilha de S. Jorge desde as 16:05 (hora local = UTC-1) do dia 19 de março.

Segundo o presidente do CIVISA, tendo em conta os últimos registos, quer na frequência diária quer na magnitude dos sismos, e visto não haver outros parâmetros anómalos ao nível da deformação e da geoquímica, quer de águas quer de gases, foi decidido baixar o nível cientifico de alerta.

Contudo Rui Marques alerta que esta descida não quer dizer que a situação tenha estabilizado ou acabado, mantendo-se o sistema fissural de Manadas ativo.

Assim no terreno mantem-se toda a capacidade projetada quer de meios técnicos como humanos. 

Recorda o CIVISA que crise sismovulcânica se mantém, estendendo-se, grosso modo, ao longo de uma faixa com direção WNW-ESE, desde a Ponta dos Rosais até à zona do Norte Pequeno – Silveira.

O sismo mais energético desta crise ocorreu no dia 29 de março, às 21:56 (hora local = UTC), teve epicentro a cerca de 2 km a SSW de Velas e uma magnitude 3,8 (Richter). Até ao momento foram identificados cerca de 287 sismos sentidos pela população.

AA